FUTEBOL, BRASIL E O PAPEL DO INTELECTUAL PÚBLICO

Grant Jarvie

Resumo


Este ensaio trata de questões relacionadas a questionamentos sobre o papel do intelectual público e da universidade como recursos para tratar de questões públicas e assumir ativamente o engajamento público como parte do contrato universitário. O ensaio trabalha com os protestos sociais e políticos que antecederam à Copa do Mundo da FIFA, em 2014, no Brasil, como base para pesquisar duas interrogações: Para que servem as universidades? Que oportunidades são proporcionadas pelo esporte para se atuar como intelectual público e ser recurso de esperança no mundo de hoje? Este pequeno estudo sobre o futebol, o Brasil e o papel do intelectual se baseia em fontes primárias e secundárias. O artigo conclui com a recomendação de que as pessoas que trabalham no esporte e por meio dele na universidade têm um meio ideal para trabalhar com o público sobre as questões que são importantes para o público, e devem usar integralmente essa oportunidade.




Palavras-chave


Futebol. Copa do Mundo. Universidade. Protesto social. Intelectual.

Texto completo:

PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.51909



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment