EXERCÍCIO FÍSICO NA MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DO INDIVÍDUO COM INSÔNIA

Autores

  • Carlos Alberto da Silva Udesc
  • Walter Celso de Lima Udesc

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.2607

Palavras-chave:

Exercício físico. Qualidade de vida. Saúde. Insônia.

Resumo

Atualmente, é grande a prevalência dos distúrbios do sono em nosso meio. Mais especificamente, a insônia é uma queixa bem freqüente nos consultórios médicos, dada a sua importante e íntima ligação com outras doenças, como a depressão, ansiedade, estresse, problemas de afetividade, entre outros. Os transtornos do sono têm sido cada vez mais estudados, já que suas repercussões afetam não só a própria pessoa, mas todos que a rodeiam, pela alteração em seu estado de ânimo, humor, desempenho e sociabilidade. O objetivo desse trabalho é esclarecer e atualizar alguns aspectos do funcionamento e tratamento auxiliar desse distúrbio por meio do exercício físico, evidenciando principalmente a melhora da saúde, e posteriormente a melhora da qualidade de vida das pessoas acometidas por esse distúrbio. Conclui-se, que o exercício físico atualmente, faz sem dúvida alguma, parte do tratamento desse distúrbio, evidenciando principalmente o relaxamento, a efetiva melhora das pessoas envolvidas em alguma prática regular orientada e, as adaptações fisiológicas ocorridas frente ao exercício físico numa suposta melhora da qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Alberto da Silva, Udesc

Mestrando, programa de Ciências do Mov. Hum., CEFID, UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina), Florianópolis, SC .

Walter Celso de Lima, Udesc

Professor Titular, Dr. em Ciências, programa de Ciências do Mov. Hum., CEFID, UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina), Florianópolis, SC

Downloads

Publicado

2007-11-30

Como Citar

SILVA, C. A. da; LIMA, W. C. de. EXERCÍCIO FÍSICO NA MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DO INDIVÍDUO COM INSÔNIA. Movimento, [S. l.], v. 7, n. 14, p. 49–56, 2007. DOI: 10.22456/1982-8918.2607. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/2607. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais