TECNOLOGIAS E SAÚDE MENTAL: uma plataforma de jogos digitais para jovens com transtornos de desenvolvimento

Autores

  • Francisco Milton Mendes Neto UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Karla Rosane do Amaral Demoly UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Everton Jales de Oliveira UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Mariza Souza Moura UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Rafael de Almeida Rodrigues UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido
  • Ramiro de Vasconcelos dos Santos Junior UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.67985

Palavras-chave:

Plataforma de jogos, Jovens, Autismo, Cognição, Saúde mental.

Resumo

Esta pesquisa apresenta o percurso de implementação de uma plataforma de jogos digitais junto a oficinas que fazemos com jovens atendidos no CAPSi – Centro de Atenção Psicossocial da Infância e da Adolescência de Mossoró O aporte teórico que sustenta o trabalho considera especialmente os estudos de Gilbert Simondon sobre os processos de individuação dos seres vivo físico e técnico e as construções de Francisco Varela sobre o modo de funcionamento da cognição. A metodologia empregada no fazer é qualitativa integrando a tessitura de diários de bordo nas oficinas, a análise de dispositivos presentes em jogos e a escolha de tecnologias para o desenvolvimento da plataforma. Como resultados do trabalho, apresentamos deslocamentos e transformações cognitivas e afetivas que pudemos distinguir como recorrentes no percurso dos jovens autistas nas oficinas de jogos e o estágio final de desenvolvimento da plataforma que será validada em ambientes de saúde mental e educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Milton Mendes Neto, UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Doutor em Engenharia Elétrica, na área de Processamento da Informação, pela Universidade Federal de Campina Grande (2005) e pós-doutor pelo Instituto de Robótica y TIC da Universitat de València (2014). Atualmente é coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação e professor Associado dos cursos de graduação e de pós-graduação em Ciência da Computação e membro dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Cognição, Tecnologias e Instituições (Interdisciplinar) e POSENSINO (Multidisciplinar/Ensino) da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino a distância, aprendizagem ubíqua, engenharia do conhecimento, gestão do conhecimento e sistemas multiagente.

Karla Rosane do Amaral Demoly, UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Professora da Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA, vinculada ao Departamento de Agrotecnologia e Ciências Sociais. Coordenadora do Programa Rede de Oficinandos na Saúde: o encontro de jovens com as tecnologias da informação e da comunicação promovendo cuidado, formação e reinserção social. Coordenadora do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu - Mestrado Acadêmico Interdisciplinar em Cognição, Tecnologias e Instituições da UFERSA. Doutora em Informática na Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008), com doutorado sanduíche em Antropologia da Escritura na École des Hautes Études en Sciences Sociales - Paris - EHESS (2006-2007). Os projetos atuais se organizam em torno dos seguintes temas: atos de escrita e exercício de autoria; tecnologias, educação e saúde mental.

Everton Jales de Oliveira, UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Graduando em Ciência da Computação pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Possui ensino médio (2º grau) pela Faculdade de Ciências e Tecnologia Mater Christi (2008). É também, desde 2013 integrante do Programa de Extensão Rede de Oficinandos na Saúde: o encontro de jovens com as tecnologias da informação e da comunicação promovendo cuidado, formação e reinserção social. Tem experiência na área de Ciência da Computação com ênfase em Programação de Computadores.

Mariza Souza Moura, UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Mestranda em Ciência da Computação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação (PPgCC) oferecido pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Rafael de Almeida Rodrigues, UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Graduando em Ciências da Computação pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA. Desde 2012 é integrante do Núcleo Tecnológico de Engenharia de Software - NTES, inicialmente como aluno de iniciação cientifica e atualmente como aluno de extensão. É também, desde 2013 integrante do Programa de Extensão Rede de Oficinandos na Saúde: o encontro de jovens com as tecnologias da informação e da comunicação promovendo cuidado, formação e reinserção social. Tem experiência nos seguintes temas: tecnologias, aprendizagem ubíqua e saúde mental.

Ramiro de Vasconcelos dos Santos Junior, UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Técnico em Tecnologia da Informação com ênfase em Redes de Computadores pelo Instituto Metrópole Digital / UFRN, graduando em Ciência da Computação - UFERSA - Universidade Federal Rural do Semi-Árido. É também, desde 2015 integrante do Programa de Extensão Rede de Oficinandos na Saúde: o encontro de jovens com as tecnologias da informação e da comunicação promovendo cuidado, formação e reinserção social.

Referências

ANDRADE, G. et al. Extending reinforcement learning to provide dynamic game balancing. En Proceedings of the Workshop on Reasoning, Representation, and Learning in Computer Games, 19th International Joint Conference on Artificial Intelligence (IJCAI), 2005.

ANDRADE, L. C. et al. Mapa do Zoológico – Captura Cognitiva para Disfunção Executiva. XV SBIE – Simpósio Brasileiro de informática na Educação, Manaus, 2004.

HART, J. Preface. In: Simondon, G. Du mode d'existence des objets techniques. Paris: Aubier, 1989 [1958]. p. 1-14

KOSTER, R. Theory of fun for game design. O’Reilly Media, Inc., 2010.

MATURANA, H; VARELA, F. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Editora Palas Athena, 2001.

MONTE, W. S. do. Oficinando com jovens: análise de processos de atenção na experiência com jogos digitais. Dissertação (Mestrado em Ambiente, Tecnologia e Sociedade) – Universidade Federal Rural do Semi-Árido. Mossoró/RN, 2014.

SILVA, A. S.. Desvelando o sentido da deficiência mental: uma leitura psicanalítica. Mental, Barbacena, v. 3, n. 4, jun. 2005. Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-44272005000100009&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 27 dez. 2015.

SILVA, M. P. Inteligência Artificial Adaptativa para Ajuste Dinâmico de Dificuldade em Jogos Digitais. Dissertação (Mestrado) -- Universidade Federal de Minas Gerais, 2015.

SIMONDON, G. Du mode d’existence des objets techniques. Paris: Aubier, 1958; 1989.

______ . L’individuation à la lumière des notions de forme et d’information. Grenoble: Jérôme Millon, 2009.

VARELA, F. Conhecer: as ciências cognitivas tendências e perspectivas. Lisboa: Instituto Piaget, 1988.

VON FOERSTER, H. Las semillas de la cibernética. Barcelona: GEDISA, 1996.

_______. WATZLAWICK, P; KRIEG, P (Orgs). El ojo del observador: contribuciones al constructivismo. Barcelona: Gedisa, 2009.

Downloads

Publicado

2017-09-08

Como Citar

NETO, F. M. M.; DEMOLY, K. R. do A.; DE OLIVEIRA, E. J.; MOURA, M. S.; RODRIGUES, R. de A.; DOS SANTOS JUNIOR, R. de V. TECNOLOGIAS E SAÚDE MENTAL: uma plataforma de jogos digitais para jovens com transtornos de desenvolvimento. Informática na educação: teoria &amp; prática, Porto Alegre, v. 20, n. 2 mai/ago, 2017. DOI: 10.22456/1982-1654.67985. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/67985. Acesso em: 5 dez. 2022.