Bildung e Educação.

José Weber

Resumo


A partir da referência à filosofia, à literatura e aos
projetos educacionais – como, por exemplo, a criação da Universidade de Berlim – do
final do século XVIII e início do século XIX, na Alemanha, busca-se explicitar a polissemia
do conceito de Bildung (formação, autoformação, cultivo). Utiliza-se como mote a
contraposição, tornada paradigmática, entre “educação estética” e “educação política”,
para mostrar o equívoco de tal contraposição. Por fim, demonstra-se a vinculação daqueles termos ao projeto moderno de constituição da subjetividade política e estética.

Palavras-chave


Bildung, estética, Filosofia, Educação.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo