Estimativa da resistência e da rigidez à compressão paralela às fibras da madeira de Pinus sp. pela colorimetria

Lucas José Marini, Tiago Hendrigo Almeida, Diego Henrique Almeida, André Luis Christoforo, Francisco Antonio Rocco Lahr

Resumo


Propriedades de resistência e de rigidez da madeira, fundamentais em um projeto estrutural, são determinadas com base em ensaios mecânicos. Entre as propriedades mecânicas da madeira, destacam-se as de resistência (fc0) e de rigidez (Ec0) à compressão na direção paralela às fibras. A cor é uma característica própria de cada espécie. Se determinadas experimentalmente as propriedades fc0 e Ec0 de uma espécie de madeira com base em um significativo número de amostras caracterizadas, a correlação dessas propriedades por meio de equações obtidas por regressão possibilita realizar estimativas de tais propriedades sem a necessidade de novos ensaios, procedimento esse com potencial de aplicação por empresas madeireiras. Com o auxílio do sistema CIE L*a*b* e de 403 peças de madeira de Pinus sp., equações obtidas por modelo de regressão foram utilizadas para a estimativa do Ec0 e da fc0 em função dos parâmetros colorimétricos e do número de anéis de crescimento. Da estimativa do Ec0 (R2 = 43,61%), pela ANOVA da equação de regressão foi constatada significância apenas do número de anéis de crescimento (Nle). Para a resistência à compressão paralela às fibras (R2 = 48,53%), apenas os parâmetros colorimétricos e as interações desses parâmetros afetaram significativamente a fc0.

Palavras-chave


Colorimetria; propriedades mecânicas; modelos de regressão; Pinus

Texto completo:

HTML




Direitos autorais 2020 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: