A INFLUÊNCIA DO RISCO-AVENTURA NO PROCESSO DE COESÃO DAS DIFERENTES COMUNIDADES DO VOO LIVRE

Sergio Luiz Gomes de Azevedo, Ney Felippe de Barros Rodrigues Cocchiarale, Vera Lucia de Menezes Costa

Resumo



 
O objetivo deste estudo foi investigar os sentidos do risco como elemento gerador de comunhão entre os praticantes de voo livre. Foram analisados 10 depoimentos, publicados nas revistas Air Time Adventure e Sky News, e no livro Parapente Brasil. Trata-se de uma investigação exploratória com abordagem qualitativa. Partindo destes discursos, analisamos os aspectos do risco-aventura que contribuem para o processo de coesão vivenciado no cotidiano de suas práticas. Constatamos que o risco é um elemento fundamental na formação das comunidades de voo, possibilitando que indivíduos que enfrentam juntos os mesmos riscos se percebam como pessoas que professam valores semelhantes.

 


Palavras-chave


Voo livre. Assunção de riscos. Valores sociais

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.9657

Direitos autorais




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment