SEXUALIDADE SOB SUSPEITA: NOVAS NEGOCIAÇÕES DO SIGNIFICADO DE SER MULHER NO ESPORTE DE ALTO DESEMPENHO

Belen Donoso Perez, Amalia Reina Giménez, Alberto Álvarez-Sotomayor Posadillo

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo, por um lado, explorar as percepções das atletas sobre como são avaliadas pelo seu ambiente social em relação à feminilidade e sua orientação sexual, para vincular-se a uma prática esportiva de alto desempenho e, por outro, analisar a visibilidade e aceitação da homossexualidade no contexto esportivo, tanto pelos atletas como pelos agentes sociais ao seu redor. A metodologia foi qualitativa. Foram feitos cinco grupos focais nos quais participaram 46 mulheres praticando futsal, handebol, vôlei, atletismo e natação. Os resultados mostram que as atletas apresentam um discurso de resistência contra o estereótipo da "Maria-João" o "sapatão" que, verificamos, ainda está em vigor na imaginação coletiva. Embora os avanços sociais sejam percebidos nesse sentido, a homossexualidade permanece estigmatizada e ainda persistem as formas de rejeição cognitivo-afetiva em parte da sociedade espanhola.

 


Palavras-chave


Sexualidade. Pesquisa Qualitativa. Identidade de Gênero. Feminilidade.



DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.96527

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment