PEDAGOGÍA CRÍTICA PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM TORNO A DISCRIMINAÇÃO DE GÊNERO E A EMANCIPAÇÃO DAS MENINAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Nuria Sánchez Hernández Universidad de Valencia
  • Susanna Soler Prat INEF Barcelona
  • Daniel Martos García University of Valencia

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.91171

Palavras-chave:

Educação Física. Construção social do Gênero. Ensino. Feminismo.

Resumo

No estudo que apresentamos, as possibilidades da pedagogia crítica como uma ferramenta para aumentar a conscientização dos estudantes de Educação Física sobre as desigualdades de gênero são postas na mesa. A inovação educacional consistiu em oito sessões de futebol por meio de aprendizado cooperativo e pretextos críticos voltados à reflexão. A pesquisa leva um olhar etnográfico. Os resultados mostraram mudanças muito significativas nas meninas em aspectos atitudinais e relacionais. Passaram do conformismo inicial para explicitar suas queixas e tomar as rédeas dos grupos cooperativos. Isso nos dá esperança para o potencial emancipador da proposta.


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nuria Sánchez Hernández, Universidad de Valencia

Universidad de Valencia. Facultad de Magisterio.
Av. de los Naranjos 4. 46022 Valencia, España

Departamento de Didáctica de la Expresión Música, Plástica y Corporal. Valencia, España.

Susanna Soler Prat, INEF Barcelona

Instituto Nacional de Educación Física de Cataluña INEF (U. De Barcelona).
Av. de l'Estadi, 12-22. 08038 Barcelona
Departamento de Educación Física. Barcelona, España

Daniel Martos García, University of Valencia

University of Valencia. Facultad de Magisterio.
Av. de los Naranjos 4. 46022 Valencia, España

Departamento de Didáctica de la Expresión Música, Plástica y Corporal. Valencia, España.

Publicado

2020-05-13

Como Citar

SÁNCHEZ HERNÁNDEZ, N.; SOLER PRAT, S.; MARTOS GARCÍA, D. PEDAGOGÍA CRÍTICA PARA A CONSCIENTIZAÇÃO EM TORNO A DISCRIMINAÇÃO DE GÊNERO E A EMANCIPAÇÃO DAS MENINAS EM EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26035, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.91171. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/91171. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais