VÍNCULOS CLUBÍSTICOS DE FUNCIONÁRIOS INFAMES NO FUTEBOL PROFISSIONAL DA REGIÃO SUL DO RS: NARRATIVAS, PERTENCIMENTOS E IDENTIDADES

Jones Mendes Correia, Gustavo da Silva Freitas, Alan Goularte Knuth

Resumo


Este artigo analisa a constituição dos pertencimentos clubísticos e a produção de identidades de funcionários infames que atuam ou atuaram em diferentes clubes do futebol profissional da Região Sul do RS. Tendo como metodologia a História Oral, foram entrevistados quatro funcionários de clubes distintos, possibilitando concluir que o seu pertencimento clubístico se constituiu de diferentes formas. Tais como: idas aos estádios durante a infância, noções de sociabilidade construídas no clube, necessidade de uma atividade remunerada e a influência, mesmo que indireta, da família. Além disso, percebeu-se a importância dos clubes na constituição das identidades dos sujeitos, visto que os narradores, ao construírem uma hierarquia, colocam os clubes atrás apenas de suas famílias. Também foi possível analisar que os funcionários infames empregam diferentes maneiras de torcer durante os jogos, em que o local escolhido e determinadas atitudes são marcadores interessantes de análise.

 


Palavras-chave


Futebol. Clubes. Participação da comunidade. Construção social da identidade.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.82642



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment