SENTIDO, MOBILIZAÇÃO E APRENDIZAGEM: AS RELAÇÕES DOS ALUNOS COM OS SABERES DAS LUTAS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

Autores

  • Marcos Roberto So Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas - IFSULDEMINAS
  • Mauro Betti Departamento de Educação Física. Faculdade de Ciências de Bauru. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Bauru, SP. Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.70995

Palavras-chave:

Artes marciais. Conhecimento. Estudantes.

Resumo

Com base na teoria da relação com o saber, o objetivo desta investigação é compreender como os alunos se relacionam com os saberes das lutas nas aulas de Educação Física. Trata-se de um estudo de caso que se utilizou de entrevistas com alunos e docente, e observação de aulas. Os resultados apontam que relações identitárias e sociais condicionaram os sentidos iniciais e o interesse dos alunos pelas lutas, bem como as estratégias de ensino condicionaram a mobilização ou desmobilização para a aprendizagem. Conclui-se que o ensino de lutas na escola encontra-se permeado por tensões, sendo necessária a ressignificação dos preconceitos dos alunos, a (re)construção do conhecimento pedagógico deste conteúdo por parte do professor, e que a Educação Física como disciplina escolar deve inter-relacionar todas as figuras do aprender: saber-objeto, saber-domínio e saber-relacional.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Roberto So, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas - IFSULDEMINAS

Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física pela UNESP-Bauru/SP, Mestre em Educação pela UNESP-Presidente Prudente/SP,  Doutorando em Educação Física pela UNICAMP. Atualmente é Professor Efetivo de Educação Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas (IFSULDEMINAS)

 

 

Mauro Betti, Departamento de Educação Física. Faculdade de Ciências de Bauru. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Bauru, SP. Brasil

Possui graduação em Licenciatura e Mestrado em Educação Física pela USP, Doutorado em Educação pela UNICAMP, Livre-Docência pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e Pós-Doutorado pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Educação Física da Faculdade de Ciências da UNESP, campus de Bauru, e docente credenciado no Programa de Pós-Graduação em Educação (mestrado e doutorado) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UNESP de Presidente Prudente. Lidera o Grupo de Estudos Socioculturais, Históricos e Pedagógicos da Educação Física (CNPq). Atua na área de Educação Física, nos seguintes temas: Educação Física escolar,concepções teórico-metodológicas no ensino da Educação Física, inovação curricular, mídias, saberes da Educação Física, experiências formativo-educacionais no esporte e metodologia das pesquisas qualitativas. É autor dos livros: Educação Física e Sociedade, A Janela de Vidro: esporte, televisão e educação física, e Educação Física Escolar: ensino e pesquisa-ação, além de inúmeros artigos em periódicos especializados. Foi assessor dos PCNs (5a a 8a séries do Ensino Fundamental) e da Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a disciplina Educação Física. Entre 1980 e 1985 foi professor de ensino de 1o grau da Prefeitura de São Paulo.

Downloads

Publicado

2018-06-24

Como Citar

SO, M. R.; BETTI, M. SENTIDO, MOBILIZAÇÃO E APRENDIZAGEM: AS RELAÇÕES DOS ALUNOS COM OS SABERES DAS LUTAS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 555–568, 2018. DOI: 10.22456/1982-8918.70995. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/70995. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais