Laboratório de Estudos Cognitivos: percursos de pesquisa, formação e criação

Léa da Cruz Fagundes, Rosane Aragón, Marcus Vinicius de Azevedo Basso, Cleci Maraschin

Resumo


Durante sua trajetória, o Laboratório de Estudos Cognitivos - LEC desenvolveu uma multiplicidade de projetos que envolveram pesquisa, formação, criação de plataformas virtuais interativas e objetos digitais de aprendizagem, como também, manteve uma presença importante e, mesmo pioneira, na formulação e desenvolvimento de políticas regionais, nacionais e internacionais de inclusão digital. Neste artigo, escolhemos focar nos desdobramentos dos três primeiros aspectos mencionados, salientando as articulações entre pesquisa, formação e desenvolvimento. Com essa escolha, relatamos algumas das principais contribuições Laboratório, embora conscientes que esse mapeamento representa apenas parcialmente seu trabalho.

Palavras-chave


Laboratório de Estudos Cognitivos, pesquisa cognitiva, formação de professores, ferramentas digitais de aprendizagem

Texto completo:

PDF

Referências


AXT, M. A Lógica da Programação com Linguagem Logo e a Teoria de Paulo Freire. In: AXT, M. (Org.). Os Micromundos Logo da Linguagem. 1ed.PORTO ALEGRE / RS: UFRGS - FUNTEVÊ, 1986, v. 1, p. 11-16.

AXT, M. Explorando Listas em Logo. 1ª. ed. SÃO PAULO / SP: McGraw-Hill, 1989.

AXT, M. Pensamento e Linguagem na Interação com Microcomputador; as Verbalizações Infantis como Instrumento de Diagnóstico de Dificuldades de Aprendizagem. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 40, n.2, p. 3-23, 1988.

BASSO, M. V. A., FAGUNDES, L. C., TAROUCO, L. M. R., COSTA, A. C. R. Educação Tecnológica e/na Educação Matemática - Aplicações da Matemática Elementar na Sala de Aula Ou "Focinho de Porco Não é Tomada". Informática na Educação - Teoria e Prática. Revista do Curso de Pós Graduação em Informática na Educação – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, outubro de 1999.

BASSO, M.V.A.; MAÇADA, D.L. Mathematikos: Dispuestos a Aprender. IN: MORAES, M.C. (Org.) Educação a distância: Fundamentos e práticas. Centro Virtual Interamericano de Cooperação Solidária para a Formação de Educadores. Organização dos Estados Americanos. NIED/UNICAMP, Campinas, 2002. Disponível em . Acesso em 27 maio 2018.

BIAZUS, M.C. Desenvolvimento Gráfico Plástico da Criança em Interação com o Computador. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1991.

BÚRIGO, E. Z., BASSO, M. V. A.; A Construção de Conceitos Matemáticos por Crianças e Adolescentes. In: I Congresso Brasileiro de Psicopedagogia e III Encontro de Psicopedagogos. Associação Brasileira de Psicopedagogia. Seção SP/RS/RJ, São Paulo, 1988.

COSTA, I. E. T.; REAL, L. C. As Potencialidades de Crianças e Adolescentes Portadores de Necessidades Especiais Através da Interação com Micro-Computadores. In: José Armando Valente. (Org.). Liberando a mente: computadores na Educação Especial. Campinas: Gráfica Central da UNICAMP, 1991, v., p. 281-285.

COSTA, I. T; FAGUNDES, L. C; NEVADO, R. A. Projeto TecLec- Modelo de uma Nova Metodologia em EAD incorporando os Recursos da Telemática. In: Informática na Educação- Teoria e Prática. Porto Alegre, 1998. v.1 n.1.p.83-100.

FAGUNDES, L., SATO, L.S., MAÇADA, D.L. Aprendizes do Futuro: as inovações começaram! Brasília: Ministério da Educação. Secretaria Especial de Educação a Distância. 1999. Disponível em . Acesso em 26 maio 2018.

FAGUNDES, L.C.; NEVADO, R.A, BASSO, M. V. A.; MENEZES, C.S.; BITTENCOURT, J.; MONTEIRO, V. C. P. C. Projetos de Aprendizagem - Uma experiência mediada por ambientes telemáticos. Revista Brasileira de Informática na Educação, Porto Alegre - RS, v. 14, n.1, p. 29-39, 2006.

FAGUNDES, L.C. Psicogênese das Condutas Cognitivas da Criança em Interação com o Mundo do Computador, (Tese de Doutorado) Universidade de São Paulo, USP, Brasil. 1986.

KESSLER, C.H. Problemas de Aprendizagem: cognição ou afeto? (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1991.

MARASCHIN, C. A criança pré-escolar e a linguagem logo. Psicologia. Reflexão e Crítica, v. 5, n.1, p. 85-100, 1992.

MARASCHIN, C. Ambiente logo e alfabetização. Psicologia. Reflexão e Crítica, v. 5, n.1, p. 123-130, 1992.

MARASCHIN, C. Os processos de leitura e de escrita de crianças em interação com o computador. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Fundação Getúlio Vargas, v. 41, n.1, p. 3-11, 1989.

MARASCHIN, C. Palavras mágicas. Educação e Realidade, v. 18, n.1, p. 71-80, 1993.

MARASCHIN, C. Processos cognitivos envolvidos na atividade de programação de crianças de 4 a 6 anos com a linguagem logo de programação. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1986.

MARASCHIN, C.; FAGUNDES, L. A Linguagem logo como instrumento terapêutico das dificuldades de aprendizagem: possibilidades e limites. Psicologia. Reflexão e Crítica, v. 5, n.1, p. 19-28, 1992.

MARASCHIN, C.; FAGUNDES, L. Em busca de novos recursos para a alfabetização. Psicologia. Reflexão e Crítica, v. 5, n.1, p. 29-42, 1992.

MARASCHIN, C.; NEVADO, R. A. Ambientes de de aprendizagem informatizados e alfabetização. Revista de Estudos, v. 4, n.1, p. 85-87, 1991.

MARASCHIN, C.; NEVADO, R. A. O desenvolvimento cognitivo de crianças com necessidades especiais em interação com o ambiente logo. Psicologia. Reflexão e Crítica, v. 5, n.1, p. 101-122, 1992.

NEVADO, R. A.; COSTA, I.; FAGUNDES, L.C. Projeto TEC-LEC: Modelo de uma nova metodologia em EAD incorporando os recursos da telemática. Revista Informática na Educação Teoria e Prática, PGIE/UFRGS- Porto Alegre, v. 1, n.1, p. 83-100, 1998.

NEVADO, R. A.; FAGUNDES, L.C., BASSO, M.V.A. Escola, Conectividade e Sociedade da Informação um Programa em Andamento. Como Disseminar Novos Modelos de Uso das Tecnologias Digitais para a Melhoria da Qualidade da Aprendizagem dos Alunos na Rede Pública de Ensino? In: XXI Seminário de Extensão do Rio Grande do Sul, 2003, Gramado. Anais do XXI SEURS, 2003.

NEVADO, R.A. As Abstrações na Construção da Língua Escrita e do Espaço Métrico na Interação com o Computador, durante o Processo de Alfabetização. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1989.

PEDÓ, M. A Legalidade no Ambiente Logo. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1992.

PETRY, P. P.; FAGUNDES, L. C. O preparo de professores para trabalhar no ambiente LOGO. Psicologia. Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 5, n.1, p. 11-17, 1992.




DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.94828

Direitos autorais 2019 Informática na educação: teoria & prática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X