Mapeamento dos diálogos em fóruns de discussão online no Moodle por meio do inMapMoodle

Eduardo de Almeida Rodrigues, Henrique dos Santos Wisniewski, Gabriel Gerber Hornink

Resumo


A crescente procura por cursos online gera uma demanda por instrumentos que auxiliem os formadores na compreensão das interações educacionais online. Focando no ambiente Moodle, desenvolveu-se a ferramenta inMapMoodle© que possibilita a geração de grafos direcionais (mapas de interação) dos fóruns de discussão. A partir da experimentação em dois cursos online de formação de tutores para cursos EAD, avaliou-se sua aplicabilidade em um contexto educacional, perpassando pela avaliação de sua usabilidade computacional. Esta, fundamentou-se nas heurísticas de Nielsen (checklist), além de incluir o Método de Inspeção Semiótica (MIS) e mapas de calor da tela. Aplicou-se questionário pós-curso focando na percepção de uso da ferramenta pelos participantes. Os dados evidenciaram a usabilidade e o potencial da ferramenta, indicando caminhos para seu uso e melhoria.

Palavras-chave


inMapMoodle©; Fóruns de discussão; Usabilidade; Sociointeracionismo; Grafos.

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 9241-11 - Requisitos Ergonômicos para Trabalho de Escritórios com Computadores - Parte 11, Orientações sobre usabilidade. 08/2002.

ALONSO, J. G.; SANTACRUZ, M. P. Cálculo e interpretación del Alfa de Cronbach para el caso de validación de la consistencia interna de un cuestionario, con dos posibles escalas tipo Likert. Revista Publicando, v. 2, n. 1, p. 62-67, 2015.

APPOLINÁRIO, F. Dicionário de metodologia científica: um guia para a produção do conhecimento científico. In: Dicionário de metodologia científica: um guia para a produção do conhecimento científico. 2007.

BARANAUSKAS, M. C. C.; ROCHA, H. V. Design e avaliação de interface homem-computador. São Paulo: UME-USP, p. 27, 2000.

BARRETO, A. M. Eye tracking como método de investigação aplicado às ciências da comunicação. Revista Comunicando, v. 1, n. 1, p. 168-186, 2012.

BARROS, A. J. S.; LEHFELD, N. A. S. Fundamentos de Metodologia: Um Guia para a Iniciação Científica. 2 Ed. São Paulo: Makron Books, 2000.

BEHAR, P. A.; PASSERINO, L. M.; BERNARDI, M. Modelos Pedagógicos para Educação a Distância: pressupostos teóricos para a construção de objetos de aprendizagem. RENOTE: revista novas tecnologias na educação. Porto Alegre, RS, 2007.

BIM, S. A.; SALGADO, L. C. C.; LEITÃO, C. F. Evaluation by Inspection: Comparing Methods of Practical, Cognitive and Semiotic Basis. In: Proceedings of the 15th Brazilian Symposium on Human Factors in Computer Systems. ACM, 2016. p. 9.

BOSI, A. Fenomenologia do olhar. O olhar. São Paulo: Companhia das Letras, p. 65-87, 1988.

BROOKE, J. et al. SUS-A quick and dirty usability scale. Usability evaluation in industry, v. 189, n. 194, p. 4-7, 1996. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2018.

CYBIS, W.; BETIOL, A. H.; FAUST, R. Ergonomia e usabilidade. São Paulo: Novatec, 2010.

DE SOUZA, C. S., LEITÃO, C. F. Semiotic Engineering Methods for Scientific Research in HCI. San Francisco: CA. Morgan & Claypool, 2009.

DOUGIAMAS, M.; TAYLOR, P. Moodle: Usando Comunidades De Aprendizes Para Criar Um Sistema De fonte Aberta De Gerenciamento De Curso. In: Moodle: Estrategias Pedagogicas e Estudos de caso. Universidade do Estado da Bahia, 2009. p. 15-34.

FERRAZ, P. F. O. ; BUSQUEIRO, A., CAMPOS, R. S; SILVA, E. J; SILVA, R. B. ; BALBINO, R. R.; SOUZA, M. M.; HORNINK, G.G. InMapMoodle V.2, 2016.

FERRAZ, P. F. O. ; CAMPOS, R. S; SILVA, E. J; SILVA, R. B. ; BALBINO, R. R.; SOUZA, M. M.; HORNINK, G. G. InMapMoodle, 2012. Patente: Programa de Computador. Número do registro: 014120000886. Título: “inMapMoodle”, Instituição de registro: INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial.

FERRAZ, P. F. O.; DE OLIVEIRA, P. T.; HORNINK, G. G. Desenvolvimento e implementação de indicadores de colaboração e participação no Moodle. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 18, n. 1, 2015.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. Apostila. Disponível em: http://www.ia.ufrrj.br/ppgea/conteudo/conteudo-2012-1/1SF/Sandra/apostilaMetodologia.pdf. Acesso em: 06 mar. 2018.

GABARDO, A. C. Análise de redes sociais: uma visão computacional. Novatec Editora, 2015.

GRIGERA, J.; GARRIDO, A.; RIVERO, J.M.; ROSSI, G. Automatic detection of usability smells in web applications. International Journal of Human-computer Studies, v. 97, 2017. Disponível em: . Acesso em 07 de jan. 2019.

HOTJAR LTD. Hotjar: Heatmaps, visitor recordings, conversion funnels, form analytics, feedback polls and surveys in one plataform. 2019. Disponível em: . Acesso em 06 jan. 2019.

KAUR, K.; SINGH, H. Analysis of Website using Click Analytics. International Journal of Science, Engineering and Computer Technology, v. 5, n. 6, p. 185, 2015.

LANDIS, J. R.; KOCH, G. G. The measurement of observer agreement for categorical data. biometrics, p. 159-174, 1977.

LIKERT, R. A technique for the measure of attitudes. Archives of Psychology, 140: 52, 1932. In: SAX, G. Principles of educational and psychological measurement and evaluation. Belmont, CA: Wadsworth Publishing Company, p. 491, 1989.

MILES, M. B., HUBERMAN, A. M. Data management and analysis methods. In: Coffey, A., Atkinson, P. Encontrar el sentido a los datos cualitativos: Estrategias complementares de investigación. Editorial Universidad de Antioquia. Medellín, 2005.

MOODLE. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. 2006. Disponível em: . Acesso em: 06 jan. 2019.

NIELSEN, Jakob. Usability engineering. Elsevier, 1994.

______. How to conduct a heuristic evaluation. Nielsen Norman Group, v. 1, 1995.

NIELSEN, J.; LORANGER, H. Usabilidade na Web. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

REITZ, D. S.; LIMA, J. V.; AXT, M. Usabilidade e Desempenho de Alunos em E-Learning. Informática na Educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 14, n. 1, p. 137-151, jan./jun. 2011.

RESTA, P.; LAFERRIÈRE, T. Technology in support of collaborative learning. Educational Psychology Review, v. 19, n. 1, p. 65-83, 2007.

RODRIGUES, E. A.; BUSQUEIRO, A.; SILVA, R. B.; HORNINK, G. G. Fóruns de discussão no Moodle: proposta de apresentação visual das interações. In: SIED:EnPED - Simpósio Internacional de Educação a Distância e Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância, 2016, São Carlos. Anais do SIED:EnPED - Simpósio Internacional de Educação a Distância e Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância. São Carlos: UFSCar, 2016. v. 1. p. 1-14.

RODRIGUES, E. A.; HORNINK, G. G. Sistemas de geração de indicadores de participação e colaboração no Moodle. In: XIV Encontro Virtual de Documentação em Software Livre (EVIDOSOL) e XI Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia online (CILTEC-online), 2017, Belo Horizonte. Anais do XIV Encontro Virtual de Documentação em Software Livre e XI Congresso Internacional de Linguagem e Tecnologia Online. Belo Horizonte: Texto Livre, 2017. v. 1. p. 1-6.

SALMON, G. Successful e-Learning through human mediators: training e-moderators. Nov@ Formação, v. 3, p. 22-24, 2004.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

WONG, J.; ZHANG, X. MessageLens: A Visual Analytics System to Support Multifaceted Exploration of MOOC Forum Discussions. Visual Informatics, v. 2, n. 1, p. 37-49, 2018. Disponível em: Acesso em: 06 jan. 2019.

ZANELA SACCOL, A. Um retorno ao básico: compreendendo os paradigmas de pesquisa e sua aplicação na pesquisa em administração. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria, v. 2, n. 2, 2009.




DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.81149

Direitos autorais 2019 Informática na educação: teoria & prática

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.