Cultura digital: odisseia da tecnologia e da ciência

Joana Coeli Ribeiro Garcia, Marckson Roberto Ferreira de Sousa

Resumo


Rememora a história da tecnologia, culminando na moderna cultura digital, associando-a a uma odisseia. Contextualiza a necessidade do homem de registrar seus conhecimentos para compartilhá-los com outras gerações, o que começou com o verbo, logo, a pedra, depois, a argila, a madeira, peles, papel e, enfim, o ciberespaço. Discorre sobre vantagens da tecnologia na cultura digital e contradições na aceitação do meio eletrônico, tais como as limitações digitais e a facilidade com que se realiza plágio e se burla o direito autoral. Apresenta o letramento digital como elemento para utilização das novas tecnologias e considera que as metáforas biblioteca, ciberespaço, cibercultura, cultura digital e hipertexto serviram de inspiração para o texto, assim como, a Odisseia de Homero, que conta a viagem de Ulisses, que percorre e conhece vários costumes e tormentas. A coexistência com as mudanças serve de vivência para os desafios ou o que ainda há por ser feito.


Palavras-chave


Cultura digital. Memória da tecnologia. Impacto da tecnologia na ciência.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)