A Memória em construção: a ditadura militar em documentários contemporâneos

Nathalia Silveira Rech, Cristiane Freitas Gutfreind

Resumo


Esse artigo discorre sobre o processo de formação da memória sobre a ditadura militar brasileira, em especial, através dos documentários produzidos em nossa contemporaneidade. Para isso, analisamos especificamente duas obras cinematográficas desse formato (Vlado – 30 Anos Depois e Hércules 56) para ilustrar a discussão sobre testemunho e o uso do realismo como estratégia estética. Assim enfocaremos nas ideias de humanização ideoló- gica (Žižek) e vitimização nas quais se justifica a necessidade de um estudo aprofundado sobre eventos traumáticos.


Palavras-chave


Memória. Realismo. Testemunho. Documentário brasileiro. Ditadura militar.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245 | EQ no Facebook | EQ no Google Scholar

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação  | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, sala 519 | CEP 90035-007 | Porto Alegre, RS, Brasil | Fone: (51) 3308 2141| E-mail: emquestao @ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária do San Francisco Declaration on Research Assessment (DORA)