A Memória em construção: a ditadura militar em documentários contemporâneos

Autores

  • Nathalia Silveira Rech Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
  • Cristiane Freitas Gutfreind PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul).

Palavras-chave:

Memória. Realismo. Testemunho. Documentário brasileiro. Ditadura militar.

Resumo

Esse artigo discorre sobre o processo de formação da memória sobre a ditadura militar brasileira, em especial, através dos documentários produzidos em nossa contemporaneidade. Para isso, analisamos especificamente duas obras cinematográficas desse formato (Vlado – 30 Anos Depois e Hércules 56) para ilustrar a discussão sobre testemunho e o uso do realismo como estratégia estética. Assim enfocaremos nas ideias de humanização ideoló- gica (Žižek) e vitimização nas quais se justifica a necessidade de um estudo aprofundado sobre eventos traumáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nathalia Silveira Rech, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Graduanda de Comunicação Social (Jornalismo).

Bolsista de Iniciação Científica  (BPA-PUCRS) na pesquisa intitulada "O testemunho sobre a ditadura militar nos documentários contemporâneos", coordenada pela Drª Cristiane Gutfreind.

Cristiane Freitas Gutfreind, PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul).

Doutora em Sociologie pela Universite de Paris V (René Descartes). Professora do PPGCom da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS. Pesquisadora do CNPq e editora da Revista Famecos.

Downloads

Publicado

2011-12-07

Como Citar

RECH, N. S.; GUTFREIND, C. F. A Memória em construção: a ditadura militar em documentários contemporâneos. Em Questão, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 133–146, 2011. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/22056. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)