A LÍNGUA É NÓIS: UM ESTUDO DE CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS EM CONTEXTO DE ENSINO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2238-8915.122747

Resumo

Esta pesquisa procurou investigar as crenças e as atitudes em relação a aulas de Filosofia ministradas por um estudante de História que utiliza variedades linguísticas próprias do falar urbano da periferia de grandes cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro, fazendo uso de gírias e de construções sintáticas que consistem em marcas de identificação de uma comunidade de prática (ECKERT, 2005; ECKERT; MCCONNELL-GINET, 2010), como as concordâncias verbal e nominal variáveis. Para tanto, este trabalho utilizou um corpus de 270 comentários enviados em 10 vídeos disponibilizados por Marcelo Henrique Marques, o Audino Vilão, na plataforma YouTube. A partir de conceitos acerca das normas linguísticas (FARACO, 2012; CALLOU, 2014; CYRANKA, 2014), de estudos de crenças e atitudes linguísticas (BOTASSINI, 2013; LAMBERT; LAMBERT, 1972) e da divisão das avaliações entre três grupos distintos, constatamos que as crenças e atitudes com relação à prática docente e à norma utilizada pelo estudante foram, em sua maioria, positivas.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriele Pecuch, Universidade Estadual de Maringá

Graduada em Letras Português/Francês pela Universidade Estadual de Maringá/UEM (2020), mestre em Letras (Área de concentração: Estudos Linguísticos) pela Universidade Estadual de Maringá/UEM (2020) e doutoranda em Letras (Área de concentração: Estudos Linguísticos) pela mesma universidade. Desenvolve pesquisas na área da Descrição Linguística, com ênfase em Funcionalismo. É membro do Funcpar - Grupo de Pesquisas Funcionalistas do Norte/Noroeste do Paraná (UEM/CNPq).

Flávio Brandão Silva, Universidade Estadual de Maringá

Possui doutorado em Estudos da Linguagem, pela Universidade Estadual de Londrina (2017), mestrado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e graduação em Letras Português pela Universidade Estadual de Maringá (1998). É docente do Departamento de Teorias Linguísticas e Literárias (DTL) e do Programa de Pós-graduação em Letras (PLE), da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Tem experiência nas áreas de Linguística, Sociolinguística, Sociolinguística Educacional e Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Descrição Linguística, Sociolinguística, Sociolinguística Educacional. Participa do Grupo de Pesquisa Variação Linguística e Ensino: normas (Valen). É membro do GT de Sociolinguística da ANPOLL (Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Letras e Linguística).

Downloads

Publicado

2022-07-07

Como Citar

PECUCH, G.; SILVA, F. B. A LÍNGUA É NÓIS: UM ESTUDO DE CRENÇAS E ATITUDES LINGUÍSTICAS EM CONTEXTO DE ENSINO. Organon, Porto Alegre, v. 37, n. 73, p. 150–172, 2022. DOI: 10.22456/2238-8915.122747. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/organon/article/view/122747. Acesso em: 27 jan. 2023.