Interatividade e potencialidade: do computador à TV digital

Valério Cruz Brittos, Ana Maria Oliveira Rosa

Resumo


O artigo apresenta uma discussão sobre o processo de interatividade na televisão digital terrestre. Para isso, além de apresentar o conceito e suas nuances, fazendo um contraponto com seu uso na internet, analisa algumas das poucas experiências internacionais de desenvolvimento deste recurso, em diversos suportes midiáticos. Considera-se que o desenvolvimento da interatividade poderá contribuir para a renovação do mercado televisivo, permitindo a criação de propostas comerciais inovadoras e gerando novas oportunidades para o sistema público. Ao mesmo tempo, reconhece-se que a interatividade – uma busca histórica do televisual mundial, havendo tentativas nesse sentido também no modelo analógico – não encerra o caminho de resolução dos problemas da televisão brasileira, enfaticamente quanto à necessidade de sua democratização, mas constitui-se num potencial de avanço.


Palavras-chave


Interatividade. TV digital. Processos midiáticos.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)