Por uma memória do cinema documentário no Rio Grande do Sul: desafios para uma nova historiografia do cinema brasileiro

Cássio dos Santos Tomaim

Resumo


A partir de pesquisa bibliográfica e consulta a catálogos e dicionários de filmes brasileiros, buscamos uma compreensão histórica da produção de documentários no Rio Grande do Sul, a fim de problematizar a memória deste cinema. Primeiro foi preciso existir o cinema de não-ficção no estado, em especial o de curta-metragem, para somente mais tarde ser possível o longa-metragem de ficção gaúcho. Isso indica que a história do cinema no Rio Grande do Sul não é uma coleção de episódios isolados, como nos fez acreditar a historiografia clássica do cinema brasileiro.

Palavras-chave


Documentário gaúcho. Memória. Historiografia.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)