Perfil antropométrico de dependentes de crack ao internar em hospital para desintoxicação

Autores

  • Alexandre Dido Balbinot RIS/ESP/HPSP
  • Gabriel Soares Ledur Alves RIS/ESP/HPSP
  • Alpheu Ferreira do Amaral Junior RIS/ESP/HPSP
  • Renata Brasil Araujo HPSP

Palavras-chave:

Cocaína crack, composição corporal, antropometria, dependentes químicos

Resumo

Introdução: O objetivo desse artigo foi avaliar o perfil antropométrico dos dependentes de cocaína/crack quando do seu ingresso em atendimento de internação hospitalar para desintoxicação. Método: O seu delineamento foi transversal, sendo pesquisados 30 dependentes de crack, do sexo masculino, internados para desintoxicação, que tinham em média 26,40 anos. Foram avaliadas variáveis sociodemográficas e referentes ao perfil de consumo de substâncias psicoativas através de um questionário elaborado para tal. Foram analisadas as variáveis antropométricas: peso, estatura, Índice e Massa Corporal (IMC), Relação Cintura-Quadril (RCQ), perímetros, dobras cutâneas e diâmetro ósseo através, respectivamente, de balança, estadiômetro, fita métrica, plicômetro e paquímetro. Estas medidas eram tomadas nas primeiras 24 horas da internação. Resultados: Verificou-se um peso total de 68,70 kg com estatura de 1,69 m, gerando um IMC igual 23,79 kg/m². A RCQ foi de 0,86 e o percentual de gordura médio igual a 10,72%, tendo um valor mínimo igual 2,43%. Encontrou-se correlações negativas de intensidade moderada e alta respectivamente entre o peso total e a quantidade de tabaco e cocaína inalada consumidas. Foram encontradas correlações negativas de intensidade moderada e alta entre o peso de massa magra do participante e: a quantidade de tabaco fumada e a quantidade de cocaína inalada. Conclusão: Conclui-se que pacientes dependentes de crack, internados em unidade de desintoxicação apresentam relação peso/estatura e IMC considerados normais, porém seu percentual de gordura fica abaixo do preconizado na literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Dido Balbinot, RIS/ESP/HPSP

Educador Físico. Especialista em Saúde Mental Coletiva ESP/HPSP. Especialista em Avaliação e Treinamento Físico Personalizado (UFRGS)

Gabriel Soares Ledur Alves, RIS/ESP/HPSP

Educador Físico. Especialista em Saúde - Ênfase em Álcool e outras Drogas ESP/HPSP. Especialista em Saúde Mental Coletiva (ESP)

Alpheu Ferreira do Amaral Junior, RIS/ESP/HPSP

Educador físico - Programa de Residência Integrada em Saúde Mental Coletiva ESP/HPSP

Renata Brasil Araujo, HPSP

Doutora em Psicologia Clínica PUCRS - Coordenadora do Programa de Depend ncia Química do Hospital Psiquiátrico S o Pedro

Downloads

Publicado

2011-10-27

Como Citar

1.
Balbinot AD, Alves GSL, Junior AF do A, Araujo RB. Perfil antropométrico de dependentes de crack ao internar em hospital para desintoxicação. Clin Biomed Res [Internet]. 27º de outubro de 2011 [citado 25º de setembro de 2022];31(3). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/16872

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)