Games e Animações: audiovisualidades contemporâneas e suas demandas no contexto da arte/educação

Autores

  • Simone Rocha da Conceição Universidade Federal do Rio Grande do Sul — UFRGS, Porto Alegre/RS, Brasil
  • Bruno Dorneles Universidade Federal do Rio Grande do Sul — UFRGS, Porto Alegre/RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.128547

Palavras-chave:

Arte/educação, Gamificação, Glitch, Cultura visual, Semiótica discursiva

Resumo

O artigo relaciona duas pesquisas em arte/educação vinculadas ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEdu/UFRGS) e ao Grupo de Pesquisa em Educação e Arte (GEARTE). Buscou-se estabelecer relações entre cultura visual, arte e educação, organizadas a partir da questão: Por que e como abordar objetos de consumo cotidiano de entretenimento nas aulas de arte? Dentre os objetivos destacam-se a produção de reflexão crítica acerca: das produções audiovisuais consumidas pelos estudantes; da produção e da apreensão dos efeitos de sentido suscitados, e; da instrumentalização metodológica utilizada para analisar estruturas profundas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Rocha da Conceição, Universidade Federal do Rio Grande do Sul — UFRGS, Porto Alegre/RS, Brasil

Doutoranda em Educação, na linha de pesquisa Arte, Linguagem e Currículo (PPGEdu/UFRGS); mestre em Educação (PPGEdu/UFRGS); especialista em Educação a Distância (UCDB); bacharel e licenciada em Artes Visuais (IA/UFRGS). Integrante do GEARTE (UFRGS) e do Programa Trajetórias Criativas (Cap/UFRGS).

Bruno Dorneles, Universidade Federal do Rio Grande do Sul — UFRGS, Porto Alegre/RS, Brasil

Doutorando em Educação na linha de pesquisa Arte, Linguagem e Currículo (PPGEdu/UFRGS), sob orientação da Profa. Dra. Analice Pillar, no qual desenvolve pesquisa acerca da relação entre games e educação a partir de perspectivas educacionais indígenas. Concluiu o mestrado pelo PPGEdu/UFRGS em 2021, com defesa da pesquisa intitulada “A gamificação a partir de suas críticas: uma leitura da relação games/aprendizagem pela arte/educação”. Licenciado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e em Estudos Artísticos pela Universidade de Coimbra (UC). Atua como professor de Artes desde 2015, no ensino básico e técnico. Integrante do GEARTE/UFRGS-CNPq).

Referências

ACASO, María. Esto no son las torres gemelas: cómo aprender a leer la televisión y otras imágenes. Madri, Espanha: Los Libros de la Catarata, 2019.

BAERG, Andrew. Governmentality, Neoliberalism, and the Digital Game. symploke, v. 17, n. 1-2, p. 115-127, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1353/sym.2009.0028. Acesso em: 6 set. 2022.

BARBOSA, Ana Mae. Arte-educação pós colonialista no Brasil: aprendizagem triangular. Comunicação & Educação, n. 2, p. 59-64, 1995. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/36136. Acesso em: 6 set. 2022.

BATTISTELLA, Paulo; VON WANGENHEIM, Christiane; FERNANDES, João Miguel. Como jogos educacionais são desenvolvidos? Uma revisão sistemática da literatura. In: WORKSHOP SOBRE EDUCAÇÃO EM COMPUTAÇÃO, 22., Brasília. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2014. p. 159-168. Disponível em: https://sol.sbc.org.br/index.php/wei/article/view/10970. Acesso em: 6 set. 2022.

BOGOST, Ian. Persuasive games: the expressive power of videogames. Cambridge, MA: MIT Press, 2007.

CONCEIÇÃO, Simone Rocha da. De “O Incrível Mundo de Gumball” à Glitch Art: competências e estratégias para apreensão de produções audiovisuais em contextos educativos. UFRGS, 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/183158. Acesso em: 8 set. 2022.

FERREIRA, Bruno. ŨN SI AG TŨ PẼ KI VẼNH KAJRÃNRÃN FÃ: o papel da escola nas comunidades kaingang. UFRGS, 2020. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2020. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/219241. Acesso em: 6 set. 2022.

FUCHS, Mathias. Gamification as twenty-first-century ideology. Journal of Gaming & Virtual Worlds, v. 6, n. 2, p. 143-157, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1386/jgvw.6.2.143_1. Acesso em: 7 set. 2022.

FUCHS, Mathias. FIZEK, Sonia; RUFFINO, Paolo; SCHRAPE, Niklas (ed). Rethinking gamification. Lunenburgo, Alemanha: meson press, 2014. Disponível em: https://research.gold.ac.uk/id/eprint/11539/1/9783957960016-rethinking-gamification.pdf. Acesso em: 7 set. 2022.

LOSSO, Claudia Regina Castellano; BORGES, Martha Kaschny. Gamificação em pesquisas em educação: uma revisão da produção acadêmica. In: SIMPÓSIO HIPERTEXTO E TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO, 6.; COLÓQUIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO COM TECNOLOGIAS, 2., 2015, Recife. Anais Eletrônicos [...]. Recife: UFPE, 2015. p. 1-19.

MEDEIROS, Juliana Schneider. As escolas do serviço de proteção aos índios em postos indígenas Kaingang: entre os documentos oficiais e as vozes dos Kófa (1940-1967). UFRGS, 2020. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2020. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/220500. Acesso em: 6 set. 2022.

MESSIAS, José; MUSSA, Ivan. Por uma epistemologia da gambiarra: invenção, complexidade e paradoxo nos objetos técnicos digitais. MATRIZes, v. 14, n. 1, p. 173–192, 2020. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/matrizes/article/view/157539. Acesso em: 7 set. 2022.

PILLAR, Analice Dutra. Visualidade contemporânea e educação: interação de linguagens e leitura. Revista Contrapontos, v. 13, n. 3, p. 178, 2013. Disponível em: https://periodicos.univali.br/index.php/rc/article/view/4773. Acesso em: 7 set. 2022.

SCHLEMMER, Eliane. Gamificação em Espaços de Convivência Híbridos e Multimodais: Design e Cognição em Discussão. Educação e Contemporaneidade, v. 23, n. 42, p. 73-89, 2014. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/1029. Acesso em: 7 set. 2022.

SILVA, Bruno Dorneles da. A gamificação a partir de suas críticas: uma leitura da relação games/aprendizagem pela arte/educação. UFRGS, 2021. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2021. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/219896. Acesso em: 9 set. 2022.

Downloads

Publicado

2022-11-18

Como Citar

CONCEIÇÃO, S. R. da .; DORNELES, B. Games e Animações: audiovisualidades contemporâneas e suas demandas no contexto da arte/educação. Revista GEARTE, [S. l.], v. 9, 2022. DOI: 10.22456/2357-9854.128547. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/128547. Acesso em: 26 jan. 2023.

Edição

Seção

Dossiê GEARTE: 25 anos