Caminhos percorridos entre infâncias e artes visuais: as leituras da imagem como trama dentro do grupo de pesquisa GEARTE

Autores

  • Júlia Marina Azambuja dos Santos Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre — SMED, Porto Alegre/RS, Brasil
  • Tatiana Telch Evalte Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre — SMED, Porto Alegre/RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.128450

Palavras-chave:

Artes Visuais, Infâncias, Leituras da Imagem, GEARTE

Resumo

Duas professoras, dois campos de pesquisas, um eixo de intersecção. A partilha de ideias desenvolvida ao longo do artigo tem como base o Grupo de Pesquisa em Arte e Educação (GEARTE), nosso eixo de intersecção em questão. As pesquisas realizadas pelas autoras no PPGEdu-UFRGS foram abordadas de forma a trazer a importância das leituras da imagem na constituição do professor, contribuindo para a ação pedagógica na Educação Infantil. A análise se deu a partir dos pressupostos teóricos da Abordagem Triangular. Como conclusão destacamos a importância da leitura da imagem na formação do professor e a influência do GEARTE no desenvolvimento do olhar comprometido para qualidade do ensino de arte para crianças. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Marina Azambuja dos Santos, Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre — SMED, Porto Alegre/RS, Brasil

Mestranda em Educação pelo PPGEdu-UFRGS. Especialista em Educação Infantil pela UNINTER e em Educação Especial e Inclusiva pela Universidade LaSalle. Graduada em Pedagogia pela UFRGS. Atualmente é professora da rede municipal de Porto Alegre. Integrante do Grupo GEARTE. Faz pesquisas na área de formação de professores, infâncias e artes visuais.

Tatiana Telch Evalte, Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre — SMED, Porto Alegre/RS, Brasil

Doutora e mestre em Educação pelo PPGEdu-UFRGS. Graduada em Pedagogia pela UFRGS. Atualmente é professora de educação infantil da rede municipal de Porto Alegre. Integrante do Grupo GEARTE. Faz pesquisas na área da semiótica discursiva, formação de professores, educação infantil e literatura infantil. Editora no periódico online Revista GEARTE.

Referências

BARBOSA, Ana Mae (org.). Arte-educação: leitura no subsolo. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2013.

BONDIOLI, Anna; MANTOVANI, Susanna. Manual de educação infantil: de 0 a 3 anos: uma abordagem reflexiva. Porto Alegre: Artmed, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Educação é a Base. Brasília: MEC; SEB, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília: MEC; SEB, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GANDINI, Lella. Conectando-se por meio dos espaços de cuidado e de aprendizagem. In: EDWARDS, Carolyn; GANDINI, Lella; FORMAN, George (org.). As cem linguagens da criança: a experiência de Reggio Emilia em transformação. Porto Alegre: Penso, 2016.

HORN, Maria da Graça. Sabores, cores, sons, aromas: a organização dos espaços na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2004.

LISBOA, Carla Andrade. Dilemas e contradições sobre a concepção de infância presente no referencial curricular nacional da educação infantil – RCNEI. UFU, 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2015.

NÓVOA, António. O regresso dos professores. Pinhais: Melo, 2011.

OSTETTO, Luciana Esmeralda. Planejamento na educação infantil: mais que atividade: a criança em foco. 2012. Disponível em: https://docplayer.com.br/69859-Planejamento-na-educacao-infantil-mais-que-a-atividade-a-crianca-em-foco.html. Acesso em: 27 set. 2022.

PILLAR, Analice Dutra. Ensino de arte na infância. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE ARTE E EDUCAÇÃO FÍSICA, 4.; ENCONTRO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES, 1., 2008, Natal, RN. Anais [...]. Natal, 2008, v. 1, p. 70-81.

PILLAR, Analice Dutra; REGINATO, Tanise. Os efeitos de sentido na videoarte MUTO: tempo e espaço no discurso audiovisual. In: CONGRESSO DA ANPAP, 25., 2016, Porto Alegre, RS. Anais [...]. Porto Alegre, 2016.

PILLAR, Analice Dutra. A educação do olhar no ensino de artes. Porto Alegre: Mediação, 2014.

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

SANTOS, J. M. A. dos .; EVALTE, T. T. Caminhos percorridos entre infâncias e artes visuais: as leituras da imagem como trama dentro do grupo de pesquisa GEARTE. Revista GEARTE, [S. l.], v. 9, 2022. DOI: 10.22456/2357-9854.128450. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/128450. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê GEARTE: 25 anos