O que não pode ser escrito merece ser vivido?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.117516

Palavras-chave:

Ensino da Arte. Pedagogia. Práxis artística. Processo criativo. Memorial.

Resumo

O artigo analisa a importância da Arte na formação do pedagogo, tendo como referência a docência da autora no curso de Pedagogia da Universidade Federal de São Paulo, campus Guarulhos, entre 2011 e 2020. As disciplinas Fundamentos Teórico-práticos do Ensino da Arte e eletivas, as Práticas Pedagógicas Programadas, a Residência Pedagógica e as pesquisas orientadas são momentos sistemáticos desse encontro, que, utilizando o Laboratório de Arte (Labart) como atelier coletivo, promoveu vivências nos fazeres e saberes da arte. Em relação à produção, o resgate das produções individuais e coletivas, a elaboração dos memoriais e a criação do Museu Virtual do Desenho da Criança contribuem para diversos aspectos da formação dos alunos, cujas experiências com as Artes Visuais podem ser sintetizadas em uma espiral poética, na qual interagem a razão intuitiva, a imaginação criadora e intersubjetividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Betania Libanio Dantas de Araujo, Universidade Federal de São Paulo – Unifesp, Guarulhos/SP

Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Paulo. Graduada em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Mestre em Artes Visuais pela Universidade Estadual Paulista. Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo.

Referências

ALBANO, Ana Angélica. O espaço do desenho: a educação do educador. São Paulo: Edições Loyola, 2008.

ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão criadora. São Paulo: Thomson Learning, 2006.

AUSUBEL, David P., NOVAK, Joseph D., HANESIAN, Helen. Psicologia educacional. Tradução Eva Nick. Rio de Janeiro: Interamericana, 1980.

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos: ensaio sobre a imaginação da matéria. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

BARBOSA, Elyana; BULCÃO, Marly. Bachelard: Pedagogia da razão pedagogia da imaginação. Petrópolis, Vozes, 2004.

BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BUENO, Carlos Alberto. Raiar Poemas Haicai. São Paulo: Ed. All Print, 2012.

CRIATIVIDADE transformadora: expressão de uma força vital, com André Martins. Direção de Marta Maia. Produção de TV Cultura. Campinas: Instituto CPFL, 2017. Disponível em: <https://institutocpfl.org.br/criatividade-transformadora-expressao-de-uma-forca-vital-com-andre-martins/>. Acesso em jul 2021.

EDWARDS, Betty. Desenhando com o lado direito do cérebro. São Paulo: Ediouro, 1984.

FRABBETTI, Roberto. A arte na formação de professores de crianças de todas as idades: o teatro é um conto vivo. Pro-Posições, Campinas, v. 22, n. 2 (65), p. 39-50, maio/ago. 2011.

GARAUDY, Roger. Karl Marx. Rio de Janeiro, Ed. Zahar, 1967.

GIGLIO, Célia Maria Benedicto; GENTA LUGLI, Rosário Silvana. Diálogos pertinentes na formação inicial e continuada de professores e gestores escolares. A concepção do Programa de Residência Pedagógica na UNIFESP. Cadernos de Educação, n. 46, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/4173. Acesso em: 15 abr. 2020.

LIBANIO, João Batista. Mobilizações concretas na cidade. In: LIBANIO, João Batista. As lógicas da cidade. São Paulo: Ed. Loyola, 2002.

MARX, Karl. Manuscritos Econômicos e Filosóficos. São Paulo: BoiTempo Editorial, 2004.

OLIVEIRA, Leni Marcia Curcio de. A importância do Ensino de Artes Visuais na formação de professores. 50f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia). Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo. Guarulhos, 2019.

PORCHER, Louis. Educação Artística: luxo ou necessidade? São Paulo: Summus, 1982.

TAVARES, Monica. Inter-relações entre arte, pesquisa e ciência. Diálogos transdisciplinares; arte e pesquisa. Gilbertto Prado, Monica Tavares, Priscila Arantes (organizadores) – São Paulo : ECA/USP, 2016. 500 p.

UNIFESP. Projeto pedagógico do curso de pedagogia. Guarulhos, 2020. Disponível em: https://www.unifesp.br/campus/gua/images/Apoio_Pedagogico/Projetos_Pedagogicos/2020_PPC_PEDAGOGIA_2020_vfinal_atualizado.pdf. Acesso em: 15 abr. 2020

VYGOTSKY, Lev Semenovitch. Imaginação e criatividade na infância. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

VILLAS BOAS, Benigna Maria de Freitas. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. Campinas: Papirus, 2004.

ZAMBONI, Silvio. Pesquisa em arte: um paralelo entre arte e ciência. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

Downloads

Publicado

2021-08-08

Como Citar

ARAUJO, B. L. D. de. O que não pode ser escrito merece ser vivido?. Revista GEARTE, [S. l.], v. 8, n. 2, 2021. DOI: 10.22456/2357-9854.117516. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/117516. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Arte na Pedagogia: processos educativos de poetizar, fruir e conhecer arte