Um modo de existir na docência

Autores

Palavras-chave:

Modos de existir, Gestualidade, Aula

Resumo

O presente texto tem como propósito evidenciar o legado de Sandra Mara Corazza (SMC) no que diz respeito à sua vida docente. Inicia com uma argumentação sobre o tema da docência, tomando-a como um modo de existir. A partir daí, faz uma dobra para pensar no que consistiu o modo de existir docente de SMC: a criação de conceitos/noções, as gestualidades e movimentos do pensamento nas aulas, os traços inscritos naqueles que por ela passaram. Ao longo do texto, são evocados trechos da autora como um testemunho de suas ideias e modos inéditos de um viver docente. O conjunto do texto acaba por mostrar a incontestável disposição de SMC para embaralhar os cânones e conferir à docência um modo de existir criador, tradutório e transcriador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angélica Vier Munhoz, Univates

Angélica Vier Munhoz possui doutorado (2009) e mestrado (2003) em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com estágio doutoral (CAPES) na Université Paris VIII - Vincennes Saint Denis. É professora titular da Universidade do Vale do Taquari - Univates, atuando no Departamento de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CHSA) e no Programa de Pós-graduação – mestrado e doutorado em Ensino.

Publicado

2022-10-18

Como Citar

Munhoz, A. V. (2022). Um modo de existir na docência. Educação &Amp; Realidade, 47. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/124421

Edição

Seção

Sandra Mara Corazza: uma vida...