Subversão e reiteração na representação do mundo na imprensa infantil franco-brasileira: considerações sobre La Semaine de Suzette e O Tico-Tico em 1905

Autores

  • Raquel Discini de Campos Universidade Federal de Uberlândia http://orcid.org/0000-0001-5031-3054
  • Béatrice Guillier École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS-Paris)

Resumo

O artigo discorre sobre o surgimento da imprensa infanto juvenil na França e no Brasil, problematizando os usos que pesquisadores das Ciências Humanas, sobretudo dos campos da História, da Filosofia da Linguagem e da Comunicação, têm dado a este corpus documental potencialmente atraente. Discute a emergência deste nicho de mercado numa perspectiva transnacional, cotejando duas revistas ilustradas emblemáticas numa perspectiva dialógica: a francesa La Semaine de Suzette e a brasileira O Tico-Tico, ambas nascidas em 1905. Da análise das capas inaugurais desses dois sucessos comerciais incontestes, demonstra as conexões e interpenetrações de discursos de origens diversas, bem como a especificidade da revista brasileira em relação à francesa: a presença da carnavalização discursiva.

Palavras-chave: imprensa infanto-juvenil; revistas ilustradas para crianças, La Semaine de Suzette, O Tico-Tico, fontes impressas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Discini de Campos, Universidade Federal de Uberlândia

Professora associada da Universidade Federal de Uberlândia, onde atua nos cursos de graduação em Pedagogia e Comunicação Social. Professora permanente dos Programas de Pós-Graduação em Educação e Comunicação Social, filia-se a Linha de Pesquisa História e Historiografia da Educação (PPGED) e Tecnologias e Interfaces da Comunicação (PPGCE), orientando pesquisas de mestrado e doutorado. Possui graduação em História pela Universidade Estadual Paulista (Assis, 1996), mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista (Araraquara, 2003), doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista (Araraquara, 2007) e pós-doutorado pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (USP, 2016). Tem experiência nas áreas de História da Educação e História Social da Imprensa, pesquisando principalmente sobre seguintes temas: imprensa e educação; gênero e imprensa; intelectuais da educação e imprensa, história da educação na zona pioneira paulista (região noroeste). É coordenadora do NEPHE-UFU (Núcleo de Pesquisa em História e Historiografia da Educação).

Béatrice Guillier, École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS-Paris)

Doutoranda da EHESS - École des hautes études en sciences sociales. Pesquisadora Associada da Biblioteca Nacional da França.    Orcid: 0009-0003-9123-9710

Downloads

Publicado

2024-02-09

Como Citar

Discini de Campos, R., & Guillier, B. (2024). Subversão e reiteração na representação do mundo na imprensa infantil franco-brasileira: considerações sobre La Semaine de Suzette e O Tico-Tico em 1905. Revista História Da Educação, 28. Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/asphe/article/view/133853

Edição

Seção

Artigo / Article / Artículo