Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista History of Education Journal?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

................................................

As modalidades de textos para submissão são:

ARTIGO - Texto analítico inédito que apresenta resultados originais de trabalho de investigação e/ou de reflexão teórico-metodológica. Excepcionalmente, poderá ser aceito para publicação texto ampliado que inicialmente constituiu  trabalho apresentado em evento, desde que transformado em artigo científico, de acordo com as orientações de História da Educação, sujeito aos mesmos critérios de avaliação de original inédito. Caberá ao autor informar os créditos do evento no qual o texto foi apresentado.Será aceito artigo com até três autores, sendo que pelo menos um deve ser, obrigatoriamente, pesquisador doutor. O artigo deverá ter entre 35.000 e 60.000 caracteres, incluindo os espaços, as referências bibliográficas, legendas, notas de rodapé, quadros e tabelas.

DOSSIÊ - Conjunto de artigos abordando temáticas inovadoras e de relevância para a área de História e Historiografia da Educação. Deve possuir caráter interinstitucional, variação regional, e ser composto de uma apresentação e de três a cinco artigos, reunindo autores filiados a, no mínimo, três instituições e contando, preferencialmente, com a participação de, pelo menos, um pesquisador filiado a uma instituição estrangeira. O dossiê deve ser proposto por um ou dois pesquisador(es) doutor(es), na condição de organizador(es). Só será publicado como dossiê a proposta que obtiver um mínimo de três artigos aprovados pelos parecerista, sendo pelo menos um de autor estrangeiro. Em caso de aprovação de apenas um ou dois textos, estes poderão ser publicados isoladamente. A proposta de dossiê deve, ainda, incluir uma apresentação (máximo 17.000 caracteres, com espaços). Todos os artigos do dossiê deverão ser submetidos pelo sistema. Orienta-se que, antes disso, o(s) organizador(es) enviem um e-mail para rhe.asphe@gmail.com, com  a proposta fundamentada de dossiê , informando título do mesmo, temática, títulos dos artigos, acompanhados de autoria, titulação, instituição e país de origem. A proposta será avaliada pela Editoria, que decidirá sobre a possibilidade de submissão do conjunto de artigos na modalidade de dossiê, de acordo com a política editorial de História da Educação. Após essa avaliação, em sendo aceito, será criado no sistema o cadastro com o título do dossiê específico, para que os autores submetam os artigos vinculados ao mesmo e para que sejam avaliados por pareceristas, atendendo a avaliação por pares que integra a política editorial da revista.

TRADUÇÃO - Texto relevante para a pesquisa na área de História e Historiografia da Educação. Deverá estar acompanhada de autorização ou do autor da obra original, ou da editora ou periódico no qual o texto tenha sido publicado. Caso a obra seja de domínio público, esse procedimento não é necessário, sendo o autor da tradução responsável por fornecer todos os dados dessa informação. A tradução deve ser acompanhada, também, pelo texto no idioma original que foi traduzido. Será aceita tradução com até dois tradutores, sendo que pelo menos um deve ser, obrigatoriamente, pesquisador doutor.

SESSÃO ESPECIAL / ENTREVISTA - Texto que consiste na apresentação e realização de uma entrevista com pesquisador de reconhecida produção acadêmica no campo da História da Educação, ou ainda, de discurso por ocasião de homenagem ou recebimento de título honorífico. Será aceita sessão especial / entrevista realizada por até dois autores, doutores ou doutorandos. A sessão especial deve conter uma apresentação (máximo 17.000 caracteres, com espaços) e a entrevista/discurso atender às mesmas dimensões de artigo, salvo exceção expressamente descrita aos editores e aprovada por estes.

RESENHA - Estudo crítico de texto/obra recentemente publicada (máximo de cinco anos de publicação) ou de obra considerada clássica na área da História da Educação ou a ela atinente. Deve apresentar, obrigatoriamente, a referência bibliográfica completa e conter comentários e julgamentos sobre as ideias expressas na obra, a metodologia empregada, a relevância do tema e da abordagem para a área, bem como a posição do(s) autor(es) no debate acadêmico. Será aceita resenha com apenas um autor, sendo pelo menos, pesquisador doutorando. Deve ser inédita, e ter extensão de até 17.000 caracteres (com espaços), incluindo, se houver, citações e referências bibliográficas.

DOCUMENTO - História da Educação publica documento considerado importante e de difícil acesso, que possa servir de subsídio para estudos e investigações na área. O documento deve ser transcrito e preservar, tanto quanto possível, as características originais. Deve-se informar, pelo menos, referência bibliográfica completa e localização do mesmo (museu, acervo, arquivo, biblioteca), bem como estar acompanhado por uma apresentação analítica consistente e por informações quanto à autorização de reprodução. Será aceita apresentação de documento com até dois autores, sendo que ambos devem ser, obrigatoriamente, pelo menos, pesquisadores doutorandos. A apresentação do documento deverá conter, no máximo, 17.000 caracteres (com espaços), incluindo, se houver, citações e referências bibliográficas. A transcrição do documento não deve ultrapassar 60.000 caracteres (com espaços), salvo exceção expressamente descrita aos editores e aprovada por estes.

Autores convidados

Os editores podem convidar a publicar na revista pessoas de reconhecida produção acadêmica acerca da temática História da Educação. Os textos dos autores convidados são submetidos às mesmas etapas de avaliação dos demais artigos.

 

...................

NORMAS EDITORIAIS

Os textos originais, a serem submetidos à avaliação, devem ser encaminhados, exclusivamente, pelo site da revista: http://seer.ufrgs.br/asphe. Todos os trabalhos devem obrigatoriamente ser submetidos pelos autores apenas via site/sistema, para a geração de um código de cadastro e do registro dos processos de avaliação, edição e publicação, que podem ser acessados pelos autores e editores.

Os autores devem verificar a conformidade dos originais às configurações adotadas pela revista. Trabalhos fora do padrão serão recusados automaticamente.

Os originais submetidos à publicação devem ser inéditos, não sendo permitida sua apresentação simultânea em outro periódico.

Os textos submetidos à História da Educação devem ser escritos em português, espanhol, inglês, francês e italiano, desde que os textos em inglês, francês e italiano estejam acompanhados pela respectiva tradução em português ou espanhol.

Para assegurar o atendimento a critérios de avaliação de periódicos de excelência, dentre os quais a abrangência geográfica e a diversidade institucional, cada autor só poderá ter um texto em determinada modalidade - artigo, sessão especial/entrevista, tradução, documento, resenha - em tramitação, entre a submissão e a sua publicação, observando-se um intervalo de dois anos entre a publicação e uma nova submissão de texto de um mesmo autor/modalidade.

 

..................................

POLÍTICAS DE SUBMISSÃO

Para a submissão de artigos e demais modalidades de textos, orientamos a observação dos seguintes pontos:

a. Atenção para o requisito obrigatório de titulação dos autores, que pode ser conferido na descrição das modalidades de textos. O arquivo do trabalho, ao ser anexado, não deve conter o(s) nome(s) do(s) autor(es). Os dados de autoria e as informações pessoais devem ser preenchidos no ato de submissão, exclusivamente no cadastro de autor(es) do site/sistema, para posterior acesso dos editores, nos processos de edição e publicação.

b. É obrigatório que todos os campos de dados do autor solicitados no cadastro do sistema sejam preenchidos para submissão de artigo/texto. Essas informações cadastrais devem ser atualizadas quando houver alterações. No caso de não constarem esses dados e algum campo cadastral estiver incompleto, o trabalho será devolvido para nova submissão.

c. No caso de artigos/textos com mais de um autor, os coautores devem constar no preenchimento de dados no sistema no ato de submissão do trabalho, com suas devidas informações. No caso de não constarem os dados de ambos autores, o trabalho será devolvido para nova submissão.

 d. A partir de 2018, passa a ser obrigatória a indicação de registro ORCID do(s) autor(es) dos textos submetidos. O numero ORCID  fornece um identificador único voltado para a área acadêmica e de pesquisa. O registro é gratuito e pode ser realizado no site https://orcid.org/

..................................

CONDIÇÕES PARA SUBMISSÃO: Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

a) A identificação de autoria foi removida do texto e das “Propriedades do arquivo”, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares.

b) A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, justificar em "Comentários ao Editor".

c) O texto segue os padrões de estilo e requisitos constantes no item a seguir.

 

..................................

DIAGRAMAÇÃO/FORMATAÇÃO/EDITORAÇÃO DO TEXTO: A normalização de História da Educação segue padrões estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. O artigo/texto (segundo as modalidades) submetido, deve atender às normas descritas abaixo.

a) Os textos devem ser salvos no formato Word, sem identificação de autoria, cf. explicitado acima;

b) O documento deve estar em formato A4, com margens superior, inferior, esquerda e direita de 2 cm;

c) Os textos devem ser justificados e com espaço entrelinhas de múltiplos - 1,15;

d) A fonte utilizada no texto deve ser Arial, corpo 12;

e) Os títulos dos capítulos e subcapítulos devem estar em negrito, com letras minúsculas e maiúsculas (quando necessário), em Arial, corpo 12, justificados e espaçados uma linha do texto anterior.

f) O texto, necessariamente, deve conter título em português, espanhol, inglês e francês. O título com o idioma utilizado no texto deve aparecer centralizado e em maiúsculas, em fonte Arial 14, no início da página, antes de todo o conteúdo. Os demais três títulos (nos outros três idiomas) devem aparecer acima de cada um dos seus respectivos resumos (ver item a seguir), centralizados, em negrito, maiúsculas e com fonte Arial 10;

g) O texto deve apresentar resumo em português (Resumo), espanhol (Resumen), inglês (Abstract) e francês (Résumé). As versões do resumo devem ser colocadas nessa mesma ordem e abaixo do título, justificado, com fonte Arial 10. Devem ter, no máximo, cada um deles, 800 caracteres (com espaços). Obs.: Nos casos de Sessão Especial, Resenha e Documento não é obrigatório o resumo;

h) Os resumos devem ser seguidos de 3 a 5 palavras-chave em seu respectivo idioma (Palavras-chave, Palabras clave, Keywords, Mots-clés), separadas por vírgula, e em fonte Arial 10. Elas devem descrever de forma clara e precisa, o conteúdo temático do texto e devem ser redigidas de tal forma que facilitem a recuperação do texto a partir dos indexadores.

i) O artigo deverá ter entre 35.000 e 60.000 caracteres (com espaços). Para resenha, a extensão máxima é de 17.000 caracteres (com espaços). Para Documento, a extensão máxima é de 17.000 caracteres (com espaços) para a apresentação e a quantidade de caracteres da transcrição do documento é de até 60.000 caracteres (com espaços), salvo exceções autorizadas. Para submeter um dossiê, a apresentação, com até 17.000 caracteres (com espaços), deverá ser acompanhada de cinco artigos, cada um entre 35.000 e 60.000 caracteres (com espaços). Para as traduções, a quantidade de caracteres corresponderá ao resultante do texto traduzido. No caso de uma sessão especial, a apresentação deverá conter no máximo 17.000 caracteres (com espaços) e a entrevista/discurso atender às mesmas dimensões de artigo, salvo exceções autorizadas. Em todos os casos, a contagem de caracteres deve incluir também as referências bibliográficas, legendas, notas de rodapé, quadros e tabelas.

j) As citações devem seguir os seguintes critérios: I) citações textuais de até três linhas devem ser incorporadas ao parágrafo, transcritas entre “aspas”, seguidas do sobrenome do autor da citação, ano da publicação e número da página, entre parênteses. Exemplo: (LOURENÇO FILHO, 1955, p. 30); II) citações textuais com mais de três linhas devem aparecer em destaque em um outro parágrafo, com recuo de 4 cm na margem esquerda, fonte em tamanho 10, sem “aspas”. As citações devem obedecer à forma: (SOBRENOME DO AUTOR, ano) ou (SOBRENOME DO AUTOR, ano, p. xx). Diferentes títulos do mesmo autor, publicados no mesmo ano, deverão ser diferenciados adicionando-se uma letra depois da data: (SOBRENOME DO AUTOR, anoa, p. xx).

k) Não inserir sinais, símbolos, tabulações ou marcadores;

l) Alguns itens a serem observados na digitação dos textos: aspas duplas somente para citações diretas no corpo de texto; itálico para palavras com emprego não convencional e para palavras estrangeiras, neologismos e títulos de obras e publicações.

m) No caso de utilização de tabelas e quadros, além de ser indicado junto ao trecho do texto a que se refere, o respectivo conteúdo deve ser inserido o mais próximo dele, apresentando o título acima dos dados com a devida numeração e, abaixo deles ser incluída obrigatoriamente a Fonte (com a informação de autoria, mesmo que seja do próprio autor ou referência de utilização). Os dados da tabela/quadro, o título e a legenda devem estar em fonte Arial 10.

n) O uso de figuras (ilustrações, fotografias, gráficos, mapas) deve restringir-se ao estritamente necessário. Quando for o caso, devem ser citadas no trecho do texto a que se vinculam e serem inseridas o mais próximo de onde estiverem sendo comentadas, com a devida legenda – numeração com título seguida da fonte (constar sempre, independente da autoria), abaixo da imagem, em fonte Arial 10.

o) As notas de rodapé devem estar em fonte Arial 10 e justificadas, ser apresentadas ao longo do texto, com numeração consecutiva e caráter explicativo.

p) As referências bibliográficas deverão conter exclusivamente os autores e os textos citados no trabalho e ser apresentadas ao final do texto, em ordem alfabética e alinhadas à esquerda, obedecendo às normas da ABNT. Quando for o caso, sempre indicar o nome do tradutor após o título do livro ou artigo. Abaixo, alguns exemplos de como proceder:

> obra completa: CAMBI, Franco. História da educação. São Paulo: Unesp, 1999.

> capítulo de livro: WERLE, Flávia Obino Corrêa. História das instituições escolares: de que se fala? In: LOMBARDI, José Claudinei; NASCIMENTO, Maria Isabel Moura (orgs.). Fontes, história e historiografia da educação. Campinas: Autores Associados, 2004, p. 13-35.

> tese: PERES, Eliane Teresinha. Aprendendo formas de pensar, de sentir e de agir: a escola como oficina da vida - discursos pedagógicos e práticas escolares da escola pública primária gaúcha (1909-1959). 2000. 493 f. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG. Belo Horizonte, 2000.

> texto publicado em anais de evento: GERTZ, René. A nacionalização do Rio Grande do Sul durante o Estado Novo. In: REUNIÃO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PESQUISA HISTÓRICA, 11, 1991, São Paulo. Anais... São Paulo: SBPH, 1991, p. 311-317.

> texto disponível na web: PACHECO, Graciema. Entrevista a William B. Gomes. Porto Alegre, 4 abr. 1991. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/ museupsi/graciema.htm>. Acesso em: 14 set. 2005.

> artigo publicado em revista: WEINMANN, Amadeu de Oliveira. O conceito de acontecimento na pesquisa em história da educação. Revista Educação e Realidade, Ufrgs, Porto Alegre, v. 28, n. 1, p. 49-63, jan./jul. 2003.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: As normas acima devem ser cuidadosamente atendidas; caso contrário, os textos submetidos não serão considerados para avaliação. A correção gramatical do texto cabe aos autores. Porém, é facultado aos editores fazerem tantas alterações quantas julgarem necessárias para adequar o texto ao padrão editorial revista.

Vale frisar que somente serão encaminhados para blind review pelos membros do corpo editorial os artigos que se enquadrarem nas normas de submissão do periódico e que tenham sido enviados pelo sistema de submissão online . O mesmo procedimento deverá ser adotado na submissão das demais modalidades de textos.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".


    O(s) autor(es) informou(aram) seu(s) respectivo(s) número(s) ORCID.

  2. O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word ou RTF.
  3. URLs para as referências foram informadas quando possível.
  4. O texto está em espaço entrelinhas multiplos 1,15.

    Usa uma fonte Arial de 12 pontos.

    Emprega itálico em vez de sublinhado, exceto em endereços URL.

    As figuras estão em anexo, com indicação no texto de onde devem ser inseridas.

  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  6. Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
 

Declaração de Direito Autoral

The entire content of the periodical, except where it is identified, is licensed under a Creative Commons Licence of the CC BY attribution type.

History of Education uses Creative Commons BY for open access, Open Archives Initiative (OAI), green road category to transfer rights.

Open access means making something freely available on the Internet, so that the users can read, download, copy, distribute, print, research or reference the complete text of the documents, process them for indexation, use them as program input data for software’s, or use them for any other legal purpose, without a financial, legal or technical barrier.

===

História da Educação utiliza como base para transferência de direitos a licença Creative Commons BY (creativecommons.org) para periódicos de acesso aberto - Open Archives Iniciative (OAI), categoria green road.

Por acesso aberto entende-se a disponibilização gratuita na Internet, para que os usuários possam ler, fazer download, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou referenciar o texto integral dos documentos, processá-los para indexação, utilizá-los como dados de entrada de programas para softwares, ou usá-los para qualquer outro propósito legal, sem barreira financeira, legal ou técnica.

a) Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

b) Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

c) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado.

 

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação e não serão disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.