Detecção de infiltração em áreas internas de edificações com termografia infravermelha: estudo de caso

Autores

  • Joaquin Humberto Aquino Rocha Universidade de Pernambuco http://orcid.org/0000-0002-3383-6379
  • Cynthia Firmino dos Santos Universidade de Pernambuco
  • Jaquelline Barros de Oliveira Universidade de Pernambuco
  • Larissa Kelly dos Santos Albuquerque Universidade de Pernambuco
  • Yêda Vieira Póvoas Universidade de Pernambuco

Palavras-chave:

Termografia infravermelha, Infiltração, Manifestações patológicas.

Resumo

A termografia infravermelha é uma técnica de inspeção não destrutiva com uso crescente em obras civis. Sua aplicação específica na detecção de infiltração ainda está em desenvolvimento. O objetivo principal do trabalho é verificar a aplicabilidade da termografia infravermelha na detecção de umidade em áreas internas que apresentem essa manifestação patológica ou sinais mínimos relacionados a esse problema. Foram realizadas, através de estudos de caso, inspeções em ambientes internos localizados em áreas vulneráveis a infiltrações. O estudo foi realizado durante o período de chuvas e de forma passiva. Os resultados mostram que a detecção é possível durante o dia, sem dificuldades, onde as áreas afetadas pela infiltração apresentam temperaturas mais baixas em relação às áreas sem umidade. Pode-se notar que existe maior claridade nas imagens térmicas quanto maior seja essa diferença. No entanto, os revestimentos das superfícies inspecionadas podem interromper a formação dos contrastes térmicos, o que reduz a qualidade dos resultados. O ensaio é uma ferramenta útil para a detecção de infiltrações não visíveis ou em estágios iniciais porque fornece informação da localização e da área afetada, mas devem ser considerados alguns fatores para que a inspeção seja eficaz, como as condições ambientais externas do local de estudo, as especificações da câmera e as características da infiltração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)