Proposta para estimar curva carga-recalque e capacidade de carga em estacas de madeira

Autores

  • Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho Universidade Federal do Espírito
  • Alexandre José Soares Miná Universidade Federal da Paraíba
  • Antonio Alves Dias Universidade de São Paulo
  • Adair José Regazzi Universidade Federal do Espírito Santo
  • Marcelo Rodrigo Carreira Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Palavras-chave:

Estacas de madeira, Regressão não linear, Método de Gauss Newton.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo propor um método para estimar a curva carga-recalque e a capacidade de carga de estacas de madeira a partir do ajuste de equações de regressão não lineares utilizando o método de Gauss Newton modificado. Para isso, foram utilizados dados experimentais obtidos para 12 estacas de madeira, curvas carga-recalque durante a cravação e capacidade de carga determinada no ensaio de carregamento dinâmico, utilizando modelo teórico. Nesta pesquisa, realizada de forma pioneira no Brasil, fez-se a análise do comportamento de estacas de madeira imersas no solo durante a cravação delas. As médias do erro percentual absoluto médio foram 4,0% e 29,3%, obtidas a partir das equações não lineares ajustadas via método de Gauss Newton modificado e proposto por Van Der Veen respectivamente. Concluiu-se que as equações ajustadas via método de Gauss Newton modificado conduziram a uma maior exatidão nas estimativas, apresentando boa concordância com os dados experimentais obtidos nos ensaios de carregamento dinâmico, indicando sua utilização para estimar a curva carga-recalque e a capacidade de carga em estacas de madeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Gutemberg de Alcântara Segundinho, Universidade Federal do Espírito

Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Centro de Ciências Agrárias

Alexandre José Soares Miná, Universidade Federal da Paraíba

Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial, Centro de Ciências Humanas, Sociais e Agrárias

Antonio Alves Dias, Universidade de São Paulo

Departamento de Engenharia de Estruturas, Escola de Engenharia de São Carlos

Adair José Regazzi, Universidade Federal do Espírito Santo

Departamento de Ciências Florestais e da Madeira, Centro de Ciências Agrárias

Marcelo Rodrigo Carreira, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Coordenação de Engenharia Civil, Campus Campo Mouão

Downloads

Publicado

2013-11-11

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)