Implementação de programas de uso racional da água em campi universitários

Autores

  • Gisele Sanches da Silva Universidade de São Paulo
  • Humberto Oyamada Tamaki Universidade de São Paulo
  • Orestes Marraccini Gonçalves Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

uso racional da água, gestão da demanda, sistemas prediais

Resumo

Este trabalho propõe uma metodologia de implementação de programas de uso racional da água em campi universitários. O planejamento – motivação, objetivos, diagnóstico preliminar da situação e estruturação – de programas dessa natureza deve preceder às atividades de implantação. Seguem-se, então, a definição de prioridades, os contatos necessários com as unidades e empresas (pré-implantação) e a realização das etapas de implantação propriamente ditas: aprofundamento do diagnóstico; redução de perdas físicas; redução de consumo nos pontos de utilização; caracterização de hábitos e racionalização das atividades que consomem água; e divulgação, incluindo campanhas de conscientização e treinamentos. No pós-implantação, algumas dessas atividades devem ser mantidas, assim como a gestão da demanda de água – que inclui, além do levantamento de dados, a determinação de parâmetros de controle e a definição de procedimentos de intervenção sobre o sistema no caso de ocorrência de anomalias. Apresenta-se, neste trabalho, o Programa de Uso Racional da Água da Universidade de São Paulo (PURA-USP) – sua implementação e resultados. O PURA-USP obteve, de 1998 a 2003, uma redução no consumo de água de 36% (de 137.881 m³/mês para 88.366 m³/mês) e um benefício econômico líquido acumulado de R$ 46,61 milhões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-04-24

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)