Avaliação de estratégias de ventilação natural para salas de aula em clima subtropical úmido

Autores

  • Paula Scherer
  • Giane de Campos Grigoletti Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

Salas de Aula, Ventilação Natural, Qualidade de Ventilação Interna

Resumo

Salas de aula são ambientes de longa permanência, nas quais o conforto térmico é fundamental para o processo de ensino e aprendizagem. No contexto imposto pela Covid-19, são exigidas maiores taxas de ventilação natural, o que pode afetar o conforto térmico. Esta pesquisa objetivou investigar 16 estratégias de ventilação natural em salas de aula do ensino fundamental quanto à eficiência energética, ao conforto térmico e à qualidade de ventilação natural, para clima subtropical úmido, representado pela cidade de Santa Maria, RS, considerando recomendações do Governo Federal e simulações computacionais com o Ansys CFX e o EnergyPlus. Foram analisadas: horas ocupadas em conforto térmico, graus-hora de desconforto, velocidade do ar interno, taxas de renovação do ar e umidade do ar. Estratégias com ventilação cruzada e chaminé-solar ou unilateral norte-sul conectada à circulação aberta atingiram os critérios para renovação do ar, porém com percentagem de horas de desconforto por frio acima de 20%. Observa-se que a suficiência da ventilação natural provoca desconforto por frio excessivo. Este trabalho contribuiu para apontar estratégias de ventilação natural mais adequadas para salas de aula situadas em clima subtropical úmido, demonstrando que estas podem contribuir para a melhoria da qualidade da ventilação natural frente a soluções convencionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-11-15

Edição

Seção

Artigos