ANÁLISE PRAXIOLÓGICA DO PRIMEIRO REGULAMENTO DESPORTIVO DA CAPOEIRA

Autores

  • Ana Rosa Jaqueira Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física Universidade de Coimbra
  • Paulo Coêlho Araújo Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física. Universidade de Coimbra.

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.31035

Palavras-chave:

Capoeira, Praxiologia Motriz, regulamento desportivo, desporto

Resumo

Este estudo analisa o primeiro “Regulamento Técnico de Capoeira”, marco do seu processo de transformação em desporto. Foram utilizados os métodos etnográfico e histórico, análise de conteúdo, e análise praxiológica para o levantamento, tratamento e interpretação dos dados. Resultados: trinta e dois capítulos do regulamento pertencem à lógica externa da Capoeira, e dez deles à lógica interna. Conclusões: a prevalência da lógica externa sobre a interna indicia a forte ênfase em fatores marginais à competição da luta, o que marcou indelevelmente o processo de regulação desportiva da Capoeira.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Rosa Jaqueira, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física Universidade de Coimbra

- Professora auxiliar da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física - Universidade de Coimbra;

- Doutora em Ciências da Atividade Física. Tese "Fundamentos histórico-sociais do processo de desportivização e da regulamentação desportiva da Capoeira" (2010);

- Mestre em Educação Física, área da Psicologia do Desporto. Dissertação "Análise do comportamento agressivo na Capoeira sob a visão dos mestres" (1999).

Paulo Coêlho Araújo, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física. Universidade de Coimbra.

- Professor associado da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física. Universidade de Coimbra.

- Doutor em Ciências da Atividade Física. Tese "Abordagens sócio-antropológicas da luta/jogo da Capoeira" (2005).

Downloads

Publicado

2012-12-27

Como Citar

JAQUEIRA, A. R.; ARAÚJO, P. C. ANÁLISE PRAXIOLÓGICA DO PRIMEIRO REGULAMENTO DESPORTIVO DA CAPOEIRA. Movimento, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 31–53, 2012. DOI: 10.22456/1982-8918.31035. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/31035. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais