Soluções assistivas e trabalho: uma nova perspectiva para as pessoas com deficiência

Ana Cristina Cypriano Pereira, Marcus Soares Morais

Resumo


Diante das questões que envolvem o significado do trabalho para as pessoas com deficiência, a inclusão laboral ainda enfrenta paradigmas que negam a estes sujeitos tais oportunidades. As adaptações nos postos de trabalho que viabilizam a realização de tarefas revelaram-se importantes na contribuição das mudanças neste cenário. Assim, este estudo propõe o desenvolvimento de um conceito de Solução Assistiva como um processo de práticas laborais de pessoas com deficiência dentro de ambientes de trabalho, que se dá a partir do entrelaçamento entre o agente, a cena, o ato, a agência e o propósito do sujeito. O conceito foi desenvolvido a partir de estudo bibliográfico e observações, sendo tensionado com um estudo multicasos em empresa de grande porte de Porto Alegre. Apresentamos, neste artigo, um recorte no qual a tecnologia transcende o uso do recurso, permitindo solucionar situações específicas no contexto em estudo.

Palavras-chave


Pessoas com deficiência. Mercado de trabalho. Soluções assistivas.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Janine Placa; SCHMIDT, Andréia. A inclusão de Pessoas com Necessidades Especiais no Trabalho: A visão de empresas e instituições educacionais na cidade de Curitiba. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 12 n. 2, p. 241-254, 2006.

BRASIL. Lei no. 8213, de 24 de julho de 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências. Diário Oficial da União, 1991.

FERREIRA, M. C.; FERREIRA, J. R. Sobre inclusão pública e práticas pedagógicas. In: GÓES, M. C. R.; LAPLANE, A. L. F.(Orgs.) Políticas e Práticas de Educação Especial, Campinas, SP: Autores Associados, 2004. p. 21-48.

GALVÃO FILHO, T. A., MIRANDA, T. G. Tecnologia Assistiva e salas de recursos: análise crítica de um modelo. In: GALVÃO FILHO, T. A., MIRANDA, T. G. (Orgs.) O professor e a educação inclusiva: formação práticas e lugares. Salvador, EDUFBA, 2012. p. 247 – 266.

GIORDANO, Blanche Warzée. (D)eficiência e trabalho: analisando suas representações. São Paulo, Annablume:FAPESP, 2000. 168p.

GÖDKE, F. A inclusão excludente dos trabalhadores com deficiência nos processos produtivos industriais. Curitiba: UFPR, 2010. Tese (Doutorado em Educação), Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, 2010.

MARCHIORI, Marlene. Cultura e comunicação organizacional. São Caetano do Sul, Difusão, 2006.

MORAIS, Marcus Soares. Soluções Assistivas: Dialética dos processos de relações entre pessoas com deficiência e contextos laborais. Porto Alegre: UFRGS, 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011

PASSERINO, Liliana. Apontamentos para uma reflexão sobre a função social das tecnologias no processo educativo. RevistaTexto Digital, Florianópolis, agosto de 2010.

PEREIRA, A. C. C.; RODRIGUES, G.; PASSERINO, L. M.. "Dê-me um ponto de apoio e eu moverei o mundo”: A importância da tecnologia assistiva na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. In: Symposium Internacional Discapacidad: imaginar, crear, innovar con computadoras, 2010, Montevideo.

PEREIRA, A. C. C. Inclusão de Pessoas com Deficiência no Trabalho e o movimento da Cultura Organizacional: análise multifacetada de uma organização. Porto Alegre: UFRGS, 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

PEREIRA, A. C. C.; PASSERINO, L. M. Um estudo sobre o perfil dos empregados com deficiência em uma organização. Revista brasileira de educação especial. Piracicaba, SP. Vol. 18, n. 2 (abr./jun. 2012), p. 245-264, 2012.

SILVA, A. G. da; PALHANO, Eleanor Gomes da Silva. Formação Profissional: uma alternativa inclusiva para pessoas com deficiência. Comunicação apresentada na 28ª Reunião da ANPED, Caxambu, 2005. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/28/gt15.htm. Acesso em 5 de março de 2010.

SORJ, B. A nova sociedade brasileira. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed., 2000.

WERTSCH,J. La Mente en Acción. Buenos Aires: Aique, 1999.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. São Paulo, Martins Fontes, 2007.




DOI: https://doi.org/10.22456/1982-1654.52326

Direitos autorais



INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X