Formação a Distância e Prática de Alfabetizadores: avaliação do impacto do uso de re- cursos informatizados no ensino da leitura

Autores

  • Nara Luz Chierighini Salamunes Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-1654.12176

Palavras-chave:

Alfabetização digital. Formação de alfabetizadores a distância. Informática na alfabetização.

Resumo

A pesquisa teve como objetivo compreender relações entre a formação inicial de alfabetizadores em curso de nível superior, desenvolvida na modalidade a distância, e as ações de ensino da leitura e da escrita com uso de recursos informatizados realizadas por professores egressos de curso Normal Superior com mídias interativas. Entendendo-se que uma das condições para a superação do analfabetismo funcional e digital observado na população brasileira de hoje é, além da revisão das práticas tradicionais e antidemocráticas de alfabetização, a inserção responsável das tecnologias da informação e da comunicação no ensino da leitura e da escrita, procurou-se compreender, por meio de estudo de quatro casos, como pensam e agem didaticamente professores alfabetizadores formados em cursos em que o uso dessas tecnologias foi intensivo. A pesquisa, que se constituiu em um estudo de casos múltiplos, está fundada nos conceitos de esquema e de tomada de consciência da epistemologia genética piagetiana. Apóia-se no entendimento de que co- nhecer é um processo mental ativo e construtivo de busca de solução de problemas, mediado pela incorporação de instrumentos, signos e símbolos culturais, cujo uso transforma a própria atividade de conhecer e o sujeito desta, pelo aprimoramento progressivo da atividade consciente. Os dados foram levantados em análise documental, observações e entrevistas filmadas, as quais seguiram os protocolos do método clínico-crítico. Os resultados indicam aspectos a serem considerados nos currículos de cursos de formação de alfabetizadores a distância; na organização escolar dos anos iniciais do ensino fundamental para a prevenção do analfabetismo funcional e digital e apresenta indícios do impacto da formação de alfabetizadores a distância no ensino fundamental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-12-22

Como Citar

SALAMUNES, N. L. C. Formação a Distância e Prática de Alfabetizadores: avaliação do impacto do uso de re- cursos informatizados no ensino da leitura. Informática na educação: teoria & prática, Porto Alegre, v. 12, n. 1, 2009. DOI: 10.22456/1982-1654.12176. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/InfEducTeoriaPratica/article/view/12176. Acesso em: 5 dez. 2022.