Ouvindo números: o mito da transparência nas tecnologias digitais.

Autores

  • José Cláudio Siqueira Castanheira Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Música, Mídias Sonoras, Tecnologias Digitais, Transparência.

Resumo

Este trabalho tem a intenção de investigar as mudanças na escuta musical desde o surgimento de processos de inscrição como o fonógrafo e, posteriormente, a gravação magnética analógica e sua reprodução em fitas cassete e discos de vinil. Penso também o processo de digitalização da música e sua reprodução em mídias que, aparentemente, apresentam uma maior transparência. Entendo essa “transparência” como uma tentativa de esconder as materialidades das mídias, ignorando um forte apelo sensorial na relação entre equipamentos e usuários. Considero o ruído como um dos elementos presentes e indispensáveis em nossa relação com os diversos meios, criador de sentidos que se projetam para além do textual.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Cláudio Siqueira Castanheira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestrando em Comunicação Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. Formado em cinema pela Universidade Federal Fluminense, é músico, autor de trilhas sonoras de cinema e responsável pela edição de áudio de filmes e programas de TV.

Downloads

Publicado

2009-03-13

Como Citar

CASTANHEIRA, J. C. S. Ouvindo números: o mito da transparência nas tecnologias digitais. Em Questão, Porto Alegre, v. 14, n. 2, p. 191–205, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/6265. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos