INCERTEZA, PREFERÊNCIA PELA LIQUIDEZ E INSUFICIÊNCIA DE DEMANDA EFETIVA: EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS SOBRE A CRISE FINANCEIRA DE 2008

Autores

  • Luciano Braga UNILASALLE
  • Simone Raimundini UFRGS
  • Márcia Bianchi UFRGS

Palavras-chave:

Incerteza. Preferência pela Liquidez. Demanda Efetiva. Índices de Liquidez.

Resumo

Os conceitos fundamentais na contribuição de Keynes para a ciência econômica e no desenvolvimento posterior oferecido pela escola pós-keynesiana, na tentativa de compreender o comportamento das empresas e a repercussão na economia são: incerteza, preferência pela liquidez e insuficiência de demanda efetiva. A noção de incerteza é intrínseca a um sistema que não pode ser reduzido a um conjunto de probabilidades. Num contexto de imprevisibilidade é possível que os agentes, em situação de instabilidade, prefiram aumentar a liquidez de seus ativos. Em se tratando de uma economia monetária moderna, uma escolha que aumente a liquidez como a decisão de entesourar moeda – ativo líquido por excelência – implica em redução de demanda. A proposta deste artigo é apresentar os resultados empíricos para os índices de liquidez das empresas listadas em bolsas de valores no Brasil e nos Estados Unidos. Foi confirmada, para o caso norte-americano, a preferência por liquidez em situações de incerteza, como ocorreu na crise financeira de 2008. No entanto, a análise empírica não evidenciou um aumento significativo da preferência pela liquidez na economia brasileira após a deflagração da crise financeira de 2008. O resultado, como previa a teoria, foi a redução das taxas de crescimento do PIB. É possível inferir que existe certa proficuidade nos elementos em estudo e fica reconhecida a necessidade de considerar a existência e a importância desses conceitos na compreensão da dinâmica macroeconômica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Braga, UNILASALLE

Tecnologista em análise sócio-econômica no IBGE. Professor da UNILASALLE.

Simone Raimundini, UFRGS

Professora do Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da UFRGS

Márcia Bianchi, UFRGS

http://lattes.cnpq.br/0461322489692161

Downloads

Publicado

2010-06-09

Como Citar

BRAGA, L.; RAIMUNDINI, S.; BIANCHI, M. INCERTEZA, PREFERÊNCIA PELA LIQUIDEZ E INSUFICIÊNCIA DE DEMANDA EFETIVA: EVIDÊNCIAS EMPÍRICAS SOBRE A CRISE FINANCEIRA DE 2008. ConTexto - Contabilidade em Texto, Porto Alegre, v. 10, n. 17, p. 79–91, 2010. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/ConTexto/article/view/12909. Acesso em: 8 dez. 2022.