DETERMINANTES DA ESTRUTURA DE CAPITAL E A GERAÇÃO DE VALOR: UMA APLICAÇÃO DO MÉTODO ESTRUTURAL DIFERENCIAL

Autores

  • Emanuelle Nava Smaniotto UFRGS
  • Tiago Wickstrom Alves UNISINOS
  • Roberto Frota Decourt UNISINOS

Palavras-chave:

Determinantes, Estrutural diferencial, Geração de valor, Pecking order, Trade off

Resumo

Este artigo tem como objetivo avaliar a capacidade de criação de valor das empresas que realizaram oferta primária inicial de ações, através dos índices contábeis mais utilizados pela literatura: endividamento contábil, liquidez corrente, tangibilidade, rentabilidade, market to book, risco, tamanho e crescimento. A avaliação foi dividida em três períodos, em virtude dos cenários econômicos distintos: i. 2004 a 2007; ii. 2007 a 2011; e iii. 2011 a 2014. Como metodologia, foi aplicado o método estrutural diferencial, o qual apresenta uma série de vantagens se comparado ao método simples de comparação de valor. Na análise dos índices, foram utilizados modelos econométricos mediante análise de dados em painel, com a intenção de avaliar e quantificar a correlação existente entre a magnitude dos índices e da alteração de valor das empresas avaliadas. Pode-se comprovar que alguns determinantes (Liquidez, Market to Book, Crescimento) apresentaram os resultados esperados pela teoria, enquanto outros (Tangibilidade, Risco, Tamanho) contrariaram os pressupostos teóricos elencados (Pecking Order, Trade Off e Teoria de Agência). Ainda, foi possível concluir que: (a) houve uma maior geração de valor das empresas que realizaram IPO no período de 2007 a 2011; (b) a geração de valor de todas empresas participantes da bolsa de valores segue uma distribuição mais padronizada atualmente; e (c) fatores como endividamento contábil, liquidez, tangibilidade, tamanho e risco do negócio foram significativos para a geração de valor da amostra analisada. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-18

Como Citar

SMANIOTTO, E. N.; ALVES, T. W.; DECOURT, R. F. DETERMINANTES DA ESTRUTURA DE CAPITAL E A GERAÇÃO DE VALOR: UMA APLICAÇÃO DO MÉTODO ESTRUTURAL DIFERENCIAL. ConTexto - Contabilidade em Texto, Porto Alegre, v. 17, n. 37, 2019. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/ConTexto/article/view/80242. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos