Autonomia e Políticas práticas de Currículos: uma equação entre raízes e opções

Rafael Marques Gonçalves

Resumo


Este artigo busca trazer para o debate alguns caminhos que tenho percorrido na busca de compreender, por meio dos encontros e das conversas com professoras, as relações políticaspráticas de currículos pensadospraticados tecidos cotidianamente e como estes contribuem para entender que existem diferentes situações, mesmo que sejam controversas e de regulação, em que diferentes produções curriculares são viabilizadas. A partir de uma conversa sobre autonomia docente e prática cotidiana partimos da ideia de que as políticaspráticas de currículos estão entrelaçadas aos cotidianos de cada uma das docentes, às suas posições políticas de compreensão do que é a escola e de como tecem seus currículos cotidianamente.

 

Palavras-chave


Currículo. Autonomia docente. Cotidiano escolar.



Direitos autorais 2018 Educação & Realidade

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo