Estimativa da porosidade de argamassas de cimento e cal pelo método de cálculo de volumes

Valdecir Angelo Quarcioni, Fabiano Ferreira Chotoli, Sergio Cirelli Angulo, Mario Sergio Guilge, Gilberto De Ranieri Cavani, Alessandra Lorenzetti Castro, Maria Alba Cincotto

Resumo


A presença de cal nas argamassas mistas é responsável pelo aumento na demanda de água de amassamento para uma dada consistência. A água adicional, que não é consumida na hidratação do cimento, permanece livre no sistema e, ao evaporar, dá origem a porosidade elevada da argamassa endurecida. Este trabalho apresenta o método do cálculo de volumes como uma ferramenta para estimar a porosidade de argamassas mistas a partir de seus constituintes, inclusive a cal, bem como sua correlação com propriedades relevantes no estado endurecido. O método apresentado mostrou-se favorável para a previsão de propriedades que definem o comportamento dos revestimentos de argamassa. Os dados apresentados sugerem continuidade e aprofundamento desta linha de estudo envolvendo aspectos não considerados no cálculo teórico de volume, tais como a influência da retração e da carbonatação nas argamassas.

Palavras-chave


Argamassa; Porosidade; Cálculo de volume; Resistência mecânica.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: