Avaliação da influência da técnica de execução no comportamento de revestimento de argamassa aplicado com projeção mecânica contínua

Kátia Cristina Zanelatto, Mércia Maria Semensato Bottura de Barros, Renata Monte, Fernando Henrique Sabbatini

Resumo


No Brasil, a execução dos revestimentos de argamassa com projeção mecânica contínua tem crescido nos últimos anos. Embora a utilização desse sistema tenha potencial de contribuir para a melhoria da qualidade dos revestimentos de argamassa, os diferentes procedimentos adotados durante sua produção não foram avaliados sistemicamente. O objetivo deste trabalho é avaliar experimentalmente a influência de algumas variáveis – umidade do substrato; umidade da argamassa; número e espessura das demãos; intervalo entre demãos; técnica de aplicação da argamassa, e técnica de acabamento superficial – no comportamento dos revestimentos executados por projeção mecânica contínua da argamassa, particularmente no que se refere a sua adesão inicial e fissuração e aderência do revestimento. Os resultados obtidos indicaram que a utilização da projeção mecânica contínua da argamassa proporciona um acréscimo significativo da resistência de aderência à tração, em comparação à aplicação manual, e que a técnica de acabamento denominada raspagem pode prejudicar significativamente o comportamento desses revestimentos. Além disso, a condição de umidade do substrato, o teor de umidade da argamassa e o tempo entre demãos são variáveis que interagem fortemente, podendo influenciar positiva ou negativamente o comportamento dos revestimentos.


Palavras-chave


Tecnologia de construção; Revestimento de fachada; Revestimento de argamassa; Projeção de argamassa; Desempenho dos revestimentos; Resistência de aderência

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2016 Ambiente Construído

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexado em: