A COMUNICAÇÃO CORPORAL NO JOGO DE GOALBALL

Autores

  • Pierre Normando Gomes-da-Silva Universidade Federal da Paraíba
  • Júlia Elisa Albuquerque de Almeida Prefeitura Municipal de João Pessoa/PB
  • Djavan Antério Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.43323

Palavras-chave:

Linguagem. Goalball. Pessoas com deficiência visual.

Resumo

Esta pesquisa objetivou analisar a comunicação corporal da pessoa com deficiência visual, atleta no jogo de goalball. Caracteriza-se como descritiva, de abordagem qualitativa e análise semiológica barthesiana. A amostra foi constituída por 22 atletas, categoria masculina, registrando e analisando o jogo final do Campeonato Norte-Nordeste de Goalball. Os resultados descreveram os significantes das jogadas, no Plano Expressão, evidenciando a riqueza perceptivo-motora. E,  no Plano Conteúdo, os múltiplos significados cognitivos, emocionais e socioculturais do movimentar-se dos jogadores. Concluiu-se que o goalball é um jogo educativo porque, além da complexidade coordenativa e comunicativa, possibilita aos jogadores expandirem a atenção pelo corpo inteiro.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pierre Normando Gomes-da-Silva, Universidade Federal da Paraíba

Licenciado em Educação Física pela Centro de Ensino de João Pessoa - UNIPÊ (1989), Bacharel em Teologia pelo Instituto Teológico Cultural de Ensino - Faculdade de Teologia Avançada de São Paulo (1991), Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal da Paraíba-UFPB (1993), mestre em Educação pela UFPB (1998), mestre em Teologia pela Faculdade de Ciências Teológicas do Rio de Janeiro (1996) e doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2003). Atualmente é Professor Associado da UFPB, Dept. de Educação Física, e prof. no Programa de Pós-Graduação em Educação Física Associado UPE/UFPB, líder do GEPEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Corporeidade, Cultura e Educação- CNPq/CCS/UFPB e membro do Núcleo de Pesquisa em Educação e Psicanálise- EPSI. Desenvolve ensino, pesquisa e extensão na área de Educação Física, na linha de pesquisa Pedagogia da Corporeidade (Prática Pedagógica e Formação Profissional- PPGEF; Ensino Aprendizagem- PPGE), com projetos relacionados à linguagem do movimento, o jogo em sua complexidade, metodologias de ensino, saberes docentes e saúde integrativa. Pelo paradigma da corporeidade atua na interface: educação, teologia e saúde.

Júlia Elisa Albuquerque de Almeida, Prefeitura Municipal de João Pessoa/PB

Graduada em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal da Paraíba (2006); Especialista em Educação Física Escolar pelo Instituto Superior de Educação de Cajazeira (2007). Atualmente é professora da rede municipal de ensino de João Pessoa/PB e ddica-se a estudos que contemplam a prática de atividade física nas escolas e o jogo de Goalball.

Djavan Antério, Universidade Federal da Paraíba

Doutorando e Mestre em Educação, graduado em Educação Artística e em Educação Física pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), é professor pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Corporeidade, Cultura e Educação (GEPEC) - Centro de Ciências da Saúde/UFPB. Dedica-se à pesquisas na área da Educação, enfatizando a Educação Física e a Arte no contexto educacional. Prioriza estudos voltados à formação e prática docente; às relações sócio-pedagógicas; à pedagogia da visualidade, com ênfase na inter-relação entre cinema e educação; e à pedagogia do movimento, realçando a ação comunicativa corporal. Atualmente compõe o quadro docente do Departamento de Educação Física (DEF/UFPB) e também do Departamento de Pedagogia (modalidade à distância/UFPB).

Publicado

2015-02-05

Como Citar

GOMES-DA-SILVA, P. N.; ALMEIDA, J. E. A. de; ANTÉRIO, D. A COMUNICAÇÃO CORPORAL NO JOGO DE GOALBALL. Movimento, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 25–40, 2015. DOI: 10.22456/1982-8918.43323. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/43323. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais