EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A HISTÓRIA DE SOPHIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.108168

Palavras-chave:

Iniquidade étnica. Educação Física. Memória. Racismo.

Resumo

O artigo é uma narrativa de pesquisa-formação na relação vivida entre professora e aluna produzido nas aulas de Educação Física na Educação Infantil. A história narrada mobiliza uma produção de saber/fazer que responde a um sentimento marcado pela existência do outro com objetivo de problematizar a história da cultura africana e as representações estéticas negras. O planejamento de ensino foi organizado por cenários da linguagem literária; oficina das bonecas Abayomi; jogos e brincadeiras da cultura africana e afro-brasileira. Foram percebidas algumas mudanças no comportamento das crianças negras, identificando-se um sentimento de pertencimento racial, visível na representatividade dos cabelos crespos e no fortalecimento da sua autoestima.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessandra Cristina Raimundo, Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro

Possui graduação em Educaçao Física pela Universidade Federal de Uberlândia, mestrado em Educação Física pela Universidade Gama Filho e doutorando Educação Universidade Federal Fluminense.

Dinah Vasconcellos Terra, Universidade Federal Fluminense

Programa de Pós-graduação em Educação - Faculdade de Educação a Universidade Federal Fluminense

Downloads

Publicado

2021-04-02

Como Citar

RAIMUNDO, A. C.; TERRA, D. V. EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A HISTÓRIA DE SOPHIA. Movimento, [S. l.], v. 27, p. e27018, 2021. DOI: 10.22456/1982-8918.108168. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/108168. Acesso em: 25 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais