A inclusão digital de surdos por meio de sites acessíveis em Libras: uma comunicação de mão única?

Autores

  • Ygor Corrêa PPG Design/UniRitter
  • Rafael Peduzzi Gomes PPG Design/UniRitter
  • Vinicius Gadis Ribeiro PPG Design/UniRitter

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.75170

Palavras-chave:

Inclusão Digital, Libras, Lei de Acessibilidade, Sites Acessíveis.

Resumo

Diante da recente Lei de Acessibilidade, que assegura a disponibilização de conteúdos em Língua Brasileira de Sinais (Libras) na Internet, como forma de inclusão digital para sujeitos surdos, este estudo analisa de que modo são ofertados em sites acessíveis canais de comunicação para este público. O referencial teórico adota uma perspectiva sociointeracionista, quanto à busca por interações dialógicas e equânimes, apoiando-se na literatura sobre Libras e diretrizes de acessibilidade no contexto digital. Esta é uma pesquisa de metodologia exploratória, quanti-qualitativa, em que foram analisados 439 sites acessíveis em Libras. A análise evidenciou que os canais de comunicação dos sites ainda não legitimam a Libras, posto que para o estabelecimento de uma interlocução entre usuário e site é necessário ter conhecimento de Língua Portuguesa escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-28

Como Citar

CORRÊA, Y.; PEDUZZI GOMES, R.; GADIS RIBEIRO, V. A inclusão digital de surdos por meio de sites acessíveis em Libras: uma comunicação de mão única?. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 15, n. 1, 2017. DOI: 10.22456/1679-1916.75170. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/75170. Acesso em: 21 fev. 2024.