ANÁLISE DE SIMILARIDADE DE CÓDIGOS-FONTE COMO ESTRATÉGIA PARA O ACOMPANHAMENTO DE ATIVIDADES DE LABORATÓRIO DE PROGRAMAÇÃO

Autores

  • Danilo Leal Maciel Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Teleinformática (PPGETI/UFC)
  • José Marques Soares Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Teleinformática (PPGETI/UFC)
  • Allyson Bonetti França Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Teleinformática (PPGETI/UFC)
  • Danielo Gonçalves Gomes Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Teleinformática (PPGETI/UFC)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.36453

Palavras-chave:

análise de similaridade, laboratório de programação, avaliação.

Resumo

Este trabalho apresenta a implementação e a avaliação de uma
ferramenta de apoio ao acompanhamento de atividades laboratoriais de
programação de computadores. Um suporte automatizado instrumentaliza o professor para a comparação e a análise de similaridade entre as soluções apresentadas pelos alunos, para os problemas de programação propostos. A fim de desconsiderar diferenças irrelevantes entre códigos-fonte, foram desenvolvidas técnicas para normalizar os códigos antes do processo de comparação realizado pelo algoritmo Sherlock, frequentemente empregado para detecção de plágio em documentos de caráter geral. As técnicas desenvolvidas apresentam resultados equivalentes aos das melhores ferramentas usadas para a detecção de plágio. A proposição do problema pelo professor, o envio das soluções dos alunos e a análise de similaridade são feitos através de um módulo implantado no Moodle, facilitando a gestão desse tipo de atividade em turmas numerosas. O sistema foi experimentado em uma turma de programação ao longo de um semestre e os resultados são apresentados nesse artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-30

Como Citar

MACIEL, D. L.; SOARES, J. M.; FRANÇA, A. B.; GOMES, D. G. ANÁLISE DE SIMILARIDADE DE CÓDIGOS-FONTE COMO ESTRATÉGIA PARA O ACOMPANHAMENTO DE ATIVIDADES DE LABORATÓRIO DE PROGRAMAÇÃO. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 10, n. 3, 2012. DOI: 10.22456/1679-1916.36453. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/36453. Acesso em: 30 set. 2023.

Edição

Seção

Artigos