Idosos em oficinas de informática: significação da interação na era da informação

Autores

  • Adriano Pasqualotti UPF
  • Dante Augusto Couto Barone UFRGS
  • Johannes Doll UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.14600

Palavras-chave:

Pessoa idosa, Rede social, Interação, Comunicação, Gerontologia

Resumo

Um ambiente computacional somente mudará a natureza da atividade interacionista se contemplar as mudanças que estão ocorrendo nos métodos de comunicação, pois deve favorecer o trabalho cooperativo. Para desenvolver ferramentas que viabilizem a construção do conhecimento por meio da interação é preciso conhecer os aspectos biopsicossociais e entender o potencial libertador dos processos comunicativos que se estabelecem quando os sujeitos interagem mediados pela tecnologia. Partindo de uma concepção sócio-histórica de interação social, procuramos preencher um espaço de pesquisa
em relação à ação comunicativa e à significação das representações sociais sobre as tecnologias de comunicação e informação. Analisamos a tríade comunicação, tecnologia e
envelhecimento, objetos de natureza distinta que advêm quando ponderam-se questões que envolvem pessoas idosas num contexto biopsicossocial. Buscamos conhecer as representações simbólicas em relação às tecnologias e analisar os sentimentos desencadeados e o significado das experiências vividas com o uso desses dispositivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-06

Como Citar

PASQUALOTTI, A.; BARONE, D. A. C.; DOLL, J. Idosos em oficinas de informática: significação da interação na era da informação. RENOTE, Porto Alegre, v. 6, n. 2, 2008. DOI: 10.22456/1679-1916.14600. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/14600. Acesso em: 2 dez. 2022.