A Ciberarte no Reconhecimento dos Estados de Ânimo em Ambientes Virtuais de Aprendizagem

Autores

  • Magalí Teresinha Longhi UFRGS
  • Patricia Alejandra Behar
  • Maria Crisitina Biazus UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-1916.14444

Palavras-chave:

Estado de ânimo, Ambientes Virtuais de Aprendizagem, Ciberarte, Endostética

Resumo

Este trabalho aborda uma revisão das teorias relacionadas à Ciberarte e à Endoestética, como também das tecnologias digitais aplicadas à Educação. São apresentadas estratégias voltadas à identificação dos estados de ânimo refletidos nos desenhos concebidos por crianças em ferramentas disponibilizadas no ambiente virtual de aprendizagem Planeta ROODA. Pretende-se evidenciar a influência da Ciberarte na construção de conhecimento quando da utilização de interfaces gráficas em sistemas informáticos para a aprendizagem. O projeto Empathic Painting desenvolvido nos departamentos de Ciência da Computação das universidades de Bath (Inglaterra) e Boston (EUA) serviu de base para as idéias apresentadas neste trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-06

Como Citar

LONGHI, M. T.; BEHAR, P. A.; BIAZUS, M. C. A Ciberarte no Reconhecimento dos Estados de Ânimo em Ambientes Virtuais de Aprendizagem. RENOTE, Porto Alegre, v. 6, n. 2, 2008. DOI: 10.22456/1679-1916.14444. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/renote/article/view/14444. Acesso em: 2 out. 2022.