Acontecimento: evocando sentidos, provocando ações: uma análise do “Mensalão”

Maria Terezinha da Silva

Resumo


No artigo analisamos o processo de constituição do “Mensalão”, buscando identificar como ele é individualizado, ganhando uma significação e uma identidade enquanto acontecimento singular. Apoiamo-nos na abordagem do acontecimento proposta por Louis Quéré (1997; 2005), da qual retiramos a grade analítica para estudar o processo de individualização do “Mensalão”, que foi aplicada sobre um corpus de 1.269 textos jornalísticos. Analisamos: 1) a descrição, que revela um acontecimento cujos sentidos são disputados; 2) a narração, que mostra os principais protagonistas e os diferentes tempos convocados para o acontecimento; 3) a dimensão pragmática, com as ações constitutivas deste acontecimento; 4) a comercialização do apoio político e a prática de caixa dois como principais problemas públicos expostos, a maneira como são tratados e como os enquadramentos condicionam o tratamento; e 5) a normalização através da responsabilização de alguns dos implicados nas denúncias.

Palavras-chave


“Mensalão”. Acontecimento. Escândalo. Enquadramento. Corrupção.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)