Das redes informais às redes deliberativas: mídia, públicos reflexivos e cidadania

Ângela Cristina Salgueiro Marques

Resumo


O objetivo desse trabalho é revelar as imbricadas relações entre três redes comunicacionais distintas: redes informais, redes informacionais e redes deliberativas. Nosso interesse foca-se no esforço de construção de um espaço público capaz de criar uma relação de proximidade entre o governo local e a sociedade civil. A interação entre atores políticos e sociais requer diálogo, cooperação mútua e, sobretudo, o reconhecimento de que as dinâmicas culturais são cruciais para a renovação dos processos institucionais e administrativos. Argumentamos que a mídia pode trazer contribuições valiosas para a ampliação de nosso entendimento sobre os conceitos de movimentos sociais, cidadania e deliberação.

Palavras-chave


Mídia. Cidadania. Deliberação.

Texto completo:

PDF




Intexto | E-ISSN 1807-8583 | Facebook | Google Scholar 

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 sala 519 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: Intexto @ufrgs.br

Membro Associação Brasileira de Editores Científicos 

Signatária DORA (San Francisco Declaration on Research Assessment)