Experiência de 555 tireoidectomias consecutivas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (1987 a 2000)

Autores

  • Alceu Migliavacca
  • José Ricardo Guimarães
  • Claudio Nhuch
  • Caio da S. Schmitt
  • Gabriele C. Miotto

Palavras-chave:

Tireóide, bócio, neoplasia de tireóide, punção biópsia aspirativa, tireoidectomia

Resumo

OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi de descrever o perfil de pacientes submetidos à cirurgia de tireóide.

MATERIAIS E MÉTODOS: Descrevemos o perfil de 555 pacientes submetidos a 593 cirurgias de tireóide no Hospital de Clínicas de Porto Alegre, entre 1987 e 2000, no que diz respeito à indicação cirúrgica, tipo de patologia, cirurgia realizada e incidência de complicações. Definimos também a sensibilidade, especificidade e valores preditivos da punção biópsia aspirativa e anatomopatológico de congelação. Dos pacientes operados, 504 (85%) eram do sexo feminino. A idade média foi de 48,1 anos. A indicação cirúrgica mais freqüente foi suspeita de malignidade (58,3%), sendo o procedimento mais comumente realizado a lobectomia (53,3%).

RESULTADOS: O achado anatomopatológico mais comum foi o bócio colóide em 70%. Neoplasias foram encontradas em 99 procedimentos (16,1%). As complicações mais incidentes foram hipoparatireoidismo transitório (8,6%), hipoparatireoidismo permanente (4,7%) e lesão transitória unilateral do nervo laríngeo inferior (4,9%).

CONCLUSÃO: A cirurgia de tireóide é um procedimento seguro e que apresenta taxas aceitáveis de complicações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-07-07

Como Citar

1.
Migliavacca A, Guimarães JR, Nhuch C, da S. Schmitt C, C. Miotto G. Experiência de 555 tireoidectomias consecutivas no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (1987 a 2000). Clin Biomed Res [Internet]. 7º de julho de 2022 [citado 29º de novembro de 2022];21(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/125710

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)