Processos de ensino/aprendizagem em artes visuais: experiências vivenciadas com os discentes da Universidade Federal do Pará (UFPA)

Autores

  • Rosangela Marques de Britto Universidade Federal do Pará – UFPA, Belém/PA, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.126775

Palavras-chave:

Artes Visuais, Arte-Educação, Ensino-Aprendizagem, Ensino Superior

Resumo

O artigo apresenta reflexões acerca dos projetos educativos e de pesquisa realizados nos Cursos de Licenciatura e Bacharelado em Artes Visuais da Universidade Federal do Pará. O estudo objetivou compreender as experiências de aprendizagem dos discentes em duas disciplinas laboratoriais. A pesquisa-ação de cunho qualitativo, envolveu cerca de 83 discentes, três docentes e um bolsista. Destaca-se a interface dos processos de ensino/aprendizagem com a pesquisa, focando nos relatos da docente e dos/as discentes. Ao final, observou-se a relação teoria e prática e as etapas de criação, leitura da obra de arte e contextualização no trajeto de Ensino/Aprendizagem das disciplinas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosangela Marques de Britto, Universidade Federal do Pará – UFPA, Belém/PA, Brasil

Artista Visual, desde 1988. Exposições individuais e coletivas. Graduação em Arquitetura pela Universidade Federal Pará (UFPA), em 1988. Mestre em Educação: Ensino Superior e Gestão Universitária pela Universidade da Amazônia (UNAMA), finalizado em 1998. Especialista em Inter Relações Arte Escola pela UFPA, entre 1994 -1995 e a realização do curso de aperfeiçoamento em Docência do 3º Grau realizado na UNAMA, entre 1991-1992. Mestre em Museologia e Patrimônio pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO/MEC) e o Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST/MCT), cursado no período de 2007-2009. Doutora em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGA) do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da UFPA, cursado entre 2010-2014. Atualmente, desde agosto de 2021, está realizando o Estágio Pós-Doutoral no Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio da UNIRIO/MAST, sob a supervisão da Profa. Dra. Diana Farjalla Correa Lima. Professora da Universidade Federal do Pará (UFPA), desde 1996, lotada no Instituto de Ciências da Arte (ICA), no Curso de Licenciatura e Bacharelado em Artes Visuais e no Curso de Licenciatura em Artes Visuais da Faculdade de Artes Visuais (FAV). Associada, Nível 2 a partir de 29 de janeiro de 2020(Portaria nº 951/2020). Ingressa como docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Artes do ICA/UFPA, a partir de outubro de 2017 associada a linha 3, Memórias, História e Ensino de Artes. Docente do Mestrado Profissional — Prof-Artes da CAPES/MEC, na área de concentração em Ensino de Artes, curso de estrutura semipresencial e organizado em rede, participando pelo programa da UFPA. Exerceu o cargo de Diretora da Faculdade de Artes Visuais, biênio 2014-2016, conforme portaria nº 5031/2014. Em, 2019, exerceu o cargo de Vice coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Artes, conforme portaria nº 1723/2020, em conjunto com a coordenação do Dr. Jose Afonso Medeiros Souza. Criação em 2017, com Dra. Marisa de Oliveira Mokarzel, do Grupo de pesquisa Arte, Memórias e Acervos na Amazônia, certificado pela UFPA e cadastrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq. Atuou até 2009, como Técnica em Assuntos Culturais da Fundação Cultural do Pará (Fumbel) da Prefeitura Municipal de Belém lotada no Museu de Arte de Belém; exerceu o cargo de diretora do Museu de Arte de Belém da Fundação Cultural do Município de Belém no período de 1996 - 1997. Assim como, no âmbito da gestão museológica atuou no cargo de direção do Museu do Estado do Pará e do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secretaria Executiva de Cultura do Estado do Pará no período de 1998- 2006. Filiada 2007 ao Conselho Internacional de Museus (ICOM). Associada a Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP), desde 2009, vinculada ao Comitê de Patrimônio, Conservação e Restauro, exerce o cargo de suplente. Também, tem vínculo com a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), desde 2012.Fez parte do Comitê de Patrimônio e Museus (2019-2020). Atualmente, na gestão 2021-2022 foi indicada como representante regional da ABA do estado do Pará no Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro. Gestão 2021-2024, integra o Conselho de Administração do ICOM-Brasil. Realiza pesquisa sobre os temas: Ensino/Aprendizagem em Artes Visuais; Musealização; Coleções/colecionismo de Arte Moderna e Contemporânea; Patrimônios e Informação em Arte.

Referências

ALVES, Rubem. A alegria de ensinar. Campinas: Papirus, 2012.

ARENDT, Hannah. O que é política? Tradução Reinaldo Guarany. In: LUDZ, Úrsula (Ed.). O que é política? 3. ed. Rio de Janeiro: Bertand Brasil, 2002.

BARBOSA, Ana Mae. Tópicos utópicos. Belo Horizonte: C/Arte, 1998.

BARBOSA, Ana Mae. Uma introdução à arte/educação contemporânea. In: BARBOSA, Ana Mae (Org.). Arte/educação contemporânea: consonâncias internacionais. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 11-22.

BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte: anos 1980 e novos tempos. 9. ed. São Paulo: Perspectiva, 2014.

BARBOSA, Ana Mae. O ensino das Artes Visuais na Universidade. Estudos Avançados, v. 32, n. 93, p. 331-347, 2018. https://doi.org/10.5935/0103-4014.20180048. Acesso em: 15 jul. 2022.

BARBOSA, Ana Mae. Entre memória e história. In: BARBOSA, Ana Mae. (Org.). Ensino da arte: memória e história. São Paulo: Perspectiva, 2019. p. 1-26.

BARBOSA, Ana Mae; COUTINHO, Rejane Galvão (Orgs.). Arte/educação como mediação cultural e social. São Paulo: UNESP, 2009.

BARBOSA, Ana Mae; CUNHA, Fernanda Pereira da (Orgs.). A Abordagem Triangular no ensino das artes e culturas visuais. São Paulo: Cortez, 2010.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Trad. de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Portugal. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRITES, Blanca; TESSLER, Elida (Orgs.). O meio como ponto zero: metodologia da pesquisa em artes plásticas. Porto Alegre: EdUFRGS, 2002.

BRITTO, Rosangela Marques de. Relatório do Projeto “Espaço do Ócio Criativo”. Belém: UFPA/FAV/ICA, 2019. (Impresso).

CATTANI, Icleia B. Arte contemporânea: o lugar da pesquisa. In: BRITES, Blanca; TESSLER, Elida (Orgs.). O meio como ponto zero: metodologia da pesquisa em artes plásticas. Porto Alegre: EdUFRGS, 2002. p. 37-49.

CHAIA, Miguel. Intensidades políticas na arte: apontamentos. Aurora: Revista de Arte, Mídia e Política, São Paulo, v. 12, n. 34. p. 25-36, fev./maio. 2019. https://doi.org/10.23925/2019.v34.dossie1 Acesso em: 15 jul. 2022.

COLEGIADO do Curso de Artes Visuais (Org.). Projeto Político Pedagógico do Curso de Artes Visuais. Proposta de atualização curricular e mudança de licenciatura em educação artística habilitação em artes plásticas para graduação em artes visuais nas modalidades licenciatura e bacharelado. Belém: UFPA/FAV/ICA, 2007. 56p. (impresso).

DE MASI, Domenico. O ócio criativo: entrevista a Maria Serena Palieri. Tradução de Léa Manzi. Rio de Janeiro: Sextante, 2000.

EFLAND, Arthur D. Imaginação na cognição: o proposto da arte. In: BARBOSA, Ana Mae. Arte/educação contemporânea: consonâncias internacionais. 3 ed. São Paulo: Cortez, 2010. p. 318-345.

EISNER, Elliot. O que pode a educação aprender das artes sobre a prática da educação? Currículo sem Fronteiras, v. 8, n. 2, p. 5-17, jul./dez., 2008. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol8iss2articles/eisner.pdf. Acesso em: 15 jul. 2022.

FERRAZ, Maria Heloisa C. T.; FUSARI, Maria F. R. Arte na educação escolar. São Paulo: Cortez, 1992a.

FERRAZ, Maria Heloisa C. T.; FUSARI, Maria F. R. Metodologia do ensino da Arte. São Paulo: Cortez, 1992b.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola,1990.

OSTROWER, Fayga. Cor. In: OSTROWER, Fayga. Universos da Arte. Rio de Janeiro: Campus, 1986. p. 234-254.

OTT, Robert William. Ensinando crítica nos museus. In: BARBOSA, Ana Mae. Tópicos utópicos. Belo Horizonte: C/Arte, 1998. p.111-139.

PAREYSON, Luige. Definição de arte. In: PAREYSON, Luige. Os problemas da estética. Tradução de Maria Helena Nery Garcez. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

PILLAR, Analice Dutra. Leitura e Releitura. In: PILLAR, Analice Dutra. (org.). A educação do olhar no ensino das artes. Porto Alegre: Mediação, 1999. p. 9-21.

PIMENTEL, Lucia Gouvêa. Fruir, contextualizar e experimentar como possível estratégia básica para investigação e possibilidade de diversidade no ensino da Arte: o contemporâneo de vinte anos. In: BARBOSA, Ana Mae; CUNHA Fernanda Pereira da. (Orgs.). A Abordagem Triangular no ensino das artes e culturas visuais. São Paulo: Cortez, 2010. p. 211-228.

PIMENTEL, Lucia Gouvêa. Novas territorialidades e identidades culturais: o ensino de arte e as tecnologias contemporâneas. In: GERALDO, Sheila Cabo; COSTA, Luiz Cláudio da (Orgs.). Anais do Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas. Rio de Janeiro: ANPAP, 2011. p. 765-771. Disponível em: http://anpap.org.br/anais/2011/pdf/ceav/lucia_gouvea_pimentel.pdf. Acesso em: 3 ago. 2022.

PIMENTEL, Lucia Gouvêa. Pensamentos e procedimentos de pesquisa em/sobre Artes. In: ROCHA, Maurilio Andrade; MEDEIROS, Afonso (Orgs.). Fronteiras e alteridade: olhares sobre as artes na contemporaneidade. Belém: Programa de Pós-Graduação em Artes, 2014. p.15-23.

PIMENTEL, Lucia Gouvêa. Práticas artísticas e práticas pedagógicas: praticar o quê, para quê? Revista Digital do Lav., Santa Maria. v. 11, n. 2. p. 342-348, maio/ago. 2018. https://doi.org/10.5902/1983734833428. Acesso em: 3 ago. 2022.

REY, Sandra. Por uma abordagem metodológica da pesquisa em Artes Visuais. In: BRITES, Blanca; TESSLER, Elida (Orgs.). O meio como ponto zero: metodologia da pesquisa em artes plásticas. Porto Alegre: EdUFRGS, 2002. p. 125-140

RIBEIRO, Djamila. Lugar de fala. São Paulo: Sueli Carneiro; Pólen, 2019.

WOSNIAK, Fábio; LAMPERT, Jociele. Arte como experiência: ensino/aprendizagem em Artes Visuais. Revista GEARTE, Porto Alegre, v. 3, n. 2, p. 258-273, maio/ago. 2016. https://doi.org/10.22456/2357-9854.62933 Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/62933. Acesso em: 3 ago. 2022.

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

BRITTO, R. M. de. Processos de ensino/aprendizagem em artes visuais: experiências vivenciadas com os discentes da Universidade Federal do Pará (UFPA). Revista GEARTE, [S. l.], v. 9, 2022. DOI: 10.22456/2357-9854.126775. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/126775. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê: Ensino de Artes Visuais e formação de professores