Culinária Revolucionária de Wittgenstein: alimentos para mudar o paladar

Autores

Palavras-chave:

Estética de Wittgenstein, Educação Antissistema, Aprendizagem versus Condicionamento.

Resumo

Sempre me intrigou como seria possível que uma forma de filosofia estritamente desconstrutiva, que nunca oferece nenhum conteúdo positivo a/o leitor/a, poderia ter algum tipo de interesse por educação e ensino. Talvez um exame mais de perto de uma observação de um manuscrito de 1931 pudesse nos ajudar a avaliar melhor se este tipo de pensamento seria capaz disso e, de resto, tivesse algum valor pedagógico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João José R. L. de Almeida, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas/SP

João José R. L. de Almeida é professor associado na Faculdade de Ciências Aplicadas da Universidade Estadual de Campinas, Brasil.

Publicado

2020-11-03

Como Citar

Almeida, J. J. R. L. de. (2020). Culinária Revolucionária de Wittgenstein: alimentos para mudar o paladar. Educação &Amp; Realidade, 45(3). Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/106763

Edição

Seção

Wittgenstein e Educação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)