Envelhecimento de compósitos à base de escória de alto-forno reforçados com polpa celulósica residual de eucalipto

Autores

  • Aluizio Caldas e Silva USP
  • Holmer Savastano Junior Universidade de São Paulo
  • Vanderley Moacyr John USP

Palavras-chave:

compósitos cimentícios, fibras, fibrocimento, materiais cimentícios

Resumo

Este trabalho analisou compósitos cimentícios reforçados com fibras de celulose, moldados, em escala laboratorial, por meio de adaptações dos processos industriais adotados pelas empresas do setor do fibrocimento. O desempenho físico e mecânico dos compósitos foi avaliado por meio de propriedades macroscópicas consideradas importantes no emprego do material como componente construtivo. A análise dos resultados confirmou a eficiência da incorporação da celulose nas propriedades mecânicas do compósito. A matriz ativada com gipsita e cal hidratada (EGCH) foi menos agressiva às fibras, porém apresentou hidratação incipiente nas primeiras idades e perda de resistência em decorrência da carbonatação. A matriz ativada com cimento Portland (ECP), mais alcalina, apresentou resultados superiores de resistência mecânica nas primeiras idades. Entretanto, ela decompôs as fibras e prejudicou as propriedades mecânicas durante o envelhecimento. A carbonatação reduziu o ataque alcalino da matriz ECP, com a estabilização da resistência e a perda menos acentuada da tenacidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-04-13

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

> >>