Determinação da temperatura de neutralidade em salas de aula do ensino superior para as zonas bioclimáticas do estado de Mato Grosso

Autores

  • Karen Wrobel Straub Karen Wrobel Straub, Departamento de Engenharia Civil, Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Avenida dos Ingás 3001; CEP 78.555-000, Sinop - MT, Tel. 66 3511 2121, E-mail: karen.straub@unemat.br
  • Erika Fernanda Toledo Borges Leão Erika Fernanda Toledo Borges Leão, Departamento de Engenharia Civil, Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Avenida dos Ingás 3001; CEP 78.555-000, Sinop - MT, Tel. 66 3511 2121, E-mail: borgesleao@unemat-net.br
  • Ernesto Kuchen Ernesto Kuchen, Instituto Regional de Planeamiento y Hábitat. Universidad Nacional de San Juan (UNSJ) Ignacio de la Roza y Meglioli CP5400, San Juan - Argentina Tel. 54 264 5060124 E-mail: ernestokuchen@faud.unsj.edu.ar
  • Marlon Leão Marlon Leão, Departamento de Engenharia Civil, Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Avenida dos Ingás 3001; CEP 78.555-000, Sinop - MT, Tel. 66 3511 2121, E-mail: leao@unemat.br

Palavras-chave:

conforto térmico, abordagem adaptativa, pesquisa de campo

Resumo

Neutralidade térmica é a condição em que uma pessoa não prefira nem mais calor nem mais frio no ambiente ao seu redor, fator condicionante para atingir o conforto térmico. Tendo em vista que Mato Grosso apresenta significativas variações climáticas, evidenciou-se a necessidade de estudos específicos, principalmente em instituições de ensino superior, visto que estas abrigam ocupantes por longos períodos e a aprendizagem está diretamente relacionada às condições de conforto dos estudantes. Este trabalho propôs determinar a temperatura de neutralidade em salas de aula de edificações do ensino superior, para as zonas bioclimáticas do Estado de Mato Grosso. A metodologia baseou-se na aplicação de questionários para verificação de variáveis pessoais e na medição de variáveis ambientais. A pesquisa foi realizada nos períodos seco e chuvoso, totalizando 64 medições com 1.151 questionários. Através de análise de regressão linear entre a temperatura operativa e o voto médio de sensação térmica emitido pelos ocupantes, ajustaram-se equações para a determinação da temperatura de neutralidade por zona bioclimática para as estações de chuva e seca. A temperatura de neutralidade média encontrada para o Estado de Mato Grosso foi de 26,6 ºC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marlon Leão, Marlon Leão, Departamento de Engenharia Civil, Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Avenida dos Ingás 3001; CEP 78.555-000, Sinop - MT, Tel. 66 3511 2121, E-mail: leao@unemat.br

Departamento de Engenharia Civil/Eficiência energética e conforto ambiental

Downloads

Publicado

2016-12-02

Edição

Seção

Conforto e Eficiência Energética no Ambiente Construído

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)